O Facebook anunciou que a conta do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve continuar banida da plataforma por pelo menos dois anos. O empresário teve o perfil tirado do ar em janeiro, durante os protestos que culminaram na invasão ao Capitólio durante a certificação da vitória de Joe Biden.

Nas últimas semanas, o conselho de supervisão da plataforma (um tribunal independente criado pelo Facebook) emitiu um parecer dizendo que concordava com o bloqueio da conta, mas não opinou se Trump deveria continuar fora da plataforma, deixando a decisão para a rede social.

publicidade
Inagem mostra o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, sentado em um acadeira de madeira, respondendo a perguntas durante uma audiência. Ele veste terno preto com gravata da mesma core está com o cabelo curto
Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, já esteve em diversas audiências junto às autoridades americanas, respondendo a questionamentos sobre privacidade. Imagem: Chip Somodevilla / Getty Images

Trump X Facebook

Agora, após meses de debate, o Facebook anunciou sua posição em relação à Trump. “Dada a gravidade das circunstâncias que levaram à suspensão do Sr. Trump, acreditamos que suas ações constituíram uma violação grave de nossas regras que merecem a maior penalidade disponível sob os novos protocolos de aplicação. Estamos suspendendo suas contas por dois anos, a partir da data da suspensão inicial em 7 de janeiro deste ano ”, disse Nick Clegg, vice-presidente de assuntos globais do Facebook, em um comunicado na sexta-feira (4).

Leia também!

Ao fim do prazo, o Facebook deve avaliar com especialistas em segurança digital os riscos de permitir o retorno do ex-presidente. Apenas após isso, é que Trump deve ter seu perfil liberado na rede social. O prazo de dois anos pode ainda ser estendido caso a entidade julgue que ainda existe risco em um eventual retorno.

“Avaliaremos fatores externos, incluindo casos de violência, restrições a reuniões pacíficas e outros indicadores de agitação civil”, escreveu Clegg. “Se determinarmos que ainda há um risco sério para a segurança pública, estenderemos a restrição por um determinado período de tempo e continuaremos a reavaliar até que o risco diminua”, completou.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!