A Boeing, multinacional norte-americana de desenvolvimento aeroespacial e defesa, e a Alaska Airlines anunciaram nesta quinta-feira (3) a produção de uma nova aeronave ecológica.

O projeto faz parte do programa de sustentabilidade desenvolvido há dez anos pela Boeing, o ecoDemonstrator. O novo modelo de aeronave receberá testes de pelo menos 20 tecnologias que, segundo a Boeing, tornarão a aviação mais ecológica, mais segura e confortável para os passageiros.

publicidade

O avião, que receberá, inclusive, uma pintura especial, é a nona aeronave que a Boeing lança dentro do programa, que começou em 2012.

Boeing e Alaska anunciam nova aeronave com tecnologia sustentável. Imagem: Boeing
Boeing e Alaska Airlines anunciam nova aeronave com tecnologia sustentável.
Imagem: Boeing

“Por meio de nossa colaboração com parceiros da indústria, o programa ecoDemonstrator é um grande exemplo de nosso compromisso em trabalhar juntos para tornar o voo mais seguro e sustentável para as gerações atuais e futuras”, disse o diretor de sustentabilidade da Boeing, Chris Raymond, em um comunicado oficial.

Entre os avanços propostos para o funcionamento do Boeing 737 Max 9 estão o corte de emissões de gases, redução de ruídos com novo revestimento acústico em torno do motor e reciclagem de compostos de carbono, como o uso do material que compõem as cabines de passageiros, reduzindo, assim, desperdícios e tornando o local mais silencioso.

Além disso, serão instalados dentro da aeronave um novo agente extintor de incêndio destinado a substituir o Halon 1301, um agente destruidor da camada de ozônio que não é mais produzido nos Estados Unidos.

Entre outros implementos estão: redesenho de luzes anticolisão no exterior do avião, mais eficiência no uso do combustível e, ainda, serão instaladas saídas de ar no teto com intuito de criar uma “cortina de ar” e evitar que vírus e germes circulem – aproveitando o ensinamento deixado pela pandemia da Covid-19.

“A Alaska Airlines voa para algumas das regiões mais bonitas e geograficamente diversificadas do mundo e estamos comprometidos em encontrar maneiras de reduzir os impactos climáticos em nossa rede. Este trabalho com a Boeing acelera a inovação no programa ecoDemonstrator, nos permite contribuir para um futuro mais sustentável para a nossa comunidade global”, acrescentou Diana Birkett Rakow, vice-presidente de relações públicas e sustentabilidade da Alaska Airlines.

Leia mais!

O programa ecoDemonstrator

O programa ecoDemonstrator já desenvolveu cerca de 200 tecnologias promissoras para testes. Uma delas é o uso do combustível SAF, uma mistura de combustível de aviação sustentável e base de petróleo. A inovação reduz as emissões de CO2 em até 80% e oferece potencial para reduzir as emissões ainda mais nos próximos 30 anos em todos os mercados de aviação comercial.

Em janeiro deste ano, a Boeing prometeu se empenhar para garantir que seus aviões sejam capazes e certificados para voar em 100% SAF até 2030.

Fonte: Boeing e CNET

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!