A Brisanet, provedora de serviços na internet do Ceará, solicitou um pedido de oferta pública inicial (do inglês Initial Public Offering, ou IPO), coordenado pelo Santander, XP, BTG Pactual e UBS-BB. O registro entrou nesta semana na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A companhia, que iniciou suas operações há 22 anos, é uma das maiores do país entre os provedores independentes de internet de fibra óptica, sendo a quinta maior do Brasil.

publicidade

A empresa opera em 96 cidades no Nordeste por meio de uma infraestrutura de 14,4 mil quilômetros de backbone.

Com a estreia da Brisanet na Bolsa de Valores, novos acionistas poderão investir na empresa, aumentando a presença dos serviços no Brasil. Imagem: REDPIXEL.PL / Shutterstock

A extensão da operação da empresa passa por Alagoas (AL), Ceará (CE), Rio Grande do Norte (RN), Paraíba (PB) e Pernambuco (PE), englobando cerca de 251 municípios na região em conjunto com a sua controlada, a Agility Telecom.

Com a movimentação, os 11 sócios da empresa, que são pessoas físicas, poderão vender uma parte de sua participação do negócio na Bolsa de Valores, realizando ofertas de ações no mercado, ou seja, passa a ser de capital aberto. 

Leia mais:

Expansão pelo Brasil

A notícia é mais um passo para a Brisanet angariar novos recursos e também injetar mais capital na Agility. Assim, será possível contemplar um plano de futuras expansões no país, levando seus serviços para mais usuários.

De acordo com os documentos da CMV, o IPO contará com ações primárias e secundárias, ou seja, os recursos serão revertidos não apenas para o negócio integralmente, mas também para os sócios.

O volume dos papeis, no entanto, ainda é desconhecido, bem como o cronograma da oferta.