A American Tower, empresa do setor de telecom, e a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) anunciaram uma parceria com objetivo de viabilizar e implementar um projeto-piloto da universidade que usa internet das coisas (IoT) para comunicação no agronegócio.

Chamado de “Campo Conectado”, o projeto faz parte do programa “Pilotos IoT”, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e visa o desenvolvimento de um sistema de gestão para o campo, usando a tecnologia para facilitar atividades do dia a dia e melhorar os cuidados com o solo, por exemplo, além de considerar e enviar taxas variáveis sobre o clima.

publicidade
American Tower e PUC-Rio anunciam parceria com foco na gestão do agronegócio. Imagem: Shutterstock
American Tower e PUC-Rio anunciam parceria com foco na gestão do agronegócio. Imagem: Shutterstock

O piloto já está sendo testado na Fazenda Macuco, localizada no município de Paranatinga, no Mato Grosso (MT), e também pretende ser usado para transmitir informações para facilitar a logística de gestão de ativos e maquinário agrícola.

Nesse projeto, a tecnologia de IoT usa pequenos dispositivos inteligentes para coletar informações em campo, enviar via conexão com a internet e devolver os dados em forma de possíveis soluções para otimizar o processo dessas atividades, como automação do sistema de irrigação.

publicidade

Leia mais!

O papel da American Tower no projeto é fornecer, através da implementação de uma estação autônoma, conectividade LoRaWAN, que será alimentada por energia solar e transmissão via satélite. A estação faz parte da rede neutra IoT LoRaWAN da empresa que, com isso, acaba sendo integrada à cobertura do restante do país.

publicidade

“A conectividade de backhaul, via satélite, permite que a solução seja implementada em áreas remotas, onde não existem outras formas de comunicação com a internet”, afirmou Daniel Laper, diretor de Novos Negócios e IoT da American Tower.

Recentemente, a American Tower, que tem a Everynet como parceira tecnológica, alcançou a marca de cinco milhões de conexões em sua rede neutra IoT com contratos para os próximos cinco anos.

publicidade

Segundo a empresa, a alta indica o crescimento de alguns nichos no mercado e o objetivo da companhia é permitir que “o mercado tenha as condições e flexibilidade que precisa para se desenvolver”, disse o diretor.

Fonte: Telesíntese

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!