Ser um motorista de test drive da Tesla é o emprego dos sonhos de muitos e, para alguns, isso já pode se tornar realidade. A gigante empresa automotiva e tecnológica de Elon Musk está contratando motoristas para testar novas funções nos carros automáticos com ‘Full Self-Driving’ (FSD).

Além da montadora buscar operadores de testes internos na Califórnia, Phoenix e Austin, nos Estados Unidos, segundo o Electrek, existem mais de uma dúzia de vagas em Nova York, Chicago, Washington DC, Filadélfia e Miami e, também em Toronto, Paris, Milão e Barcelona, abrindo oportunidades de forma mundial.

publicidade

“Estamos procurando um indivíduo altamente motivado para acelerar nossos testes em nível de veículo para todos os recursos atuais e futuros do piloto automático no caminho para a direção autônoma completa”, disse a Tesla no anúncio das vagas, que não exigem graduação específica para serem preenchidas.

A Tesla possui duas grandes tecnologias em seus modelos automáticos, uma é o ‘Autopilot’, que dirige “sozinho” até certo ponto, mas exige a atenção do piloto ao volante, e o ‘Full Self-Driving’ que, segundo a empresa, é uma forma totalmente autônoma onde o automóvel anda completamente sozinho sem a necessidade do auxílio do motorista – o que é contestado pela própria Tesla, já que o software ainda está em fase de testes.

Tesla busca motoristas para realizar test drive em carros automáticos. Divulgação: Shutterstock Carro da Tesla por dentro
Tesla busca motoristas para realizar test drive em carros automáticos. Divulgação: Shutterstock

Leia mais!

Geralmente, os recursos do pacote ‘Autopilot’ e FSD são testados pelos próprios clientes da Tesla, no entanto, este seria o caso de um ‘teste após os testes’, já que a companhia também realiza diversas avaliações internas de engenharia e, inclusive, libera as atualizações primeiro aos funcionários da automotiva, como um acesso antecipado para checar novas funções ou alterações antes do comprador final.

A empresa também está lançando um novo sistema de piloto automático, o ‘Tesla Vision’, um tipo de transição do ‘Autopilot’ e uma versão avançada do ‘Full Self-Driving’, que usam radar frontal. O novo sistema se adapta exclusivamente à visão computacional baseada em câmeras e desde maio deste ano, o Modelo 3 e o Modelo Y da empresa não possuem mais a tecnologia de radar e passaram a ser os carros-chefes do teste do piloto automático com visão de câmera.

Os testes da Tesla são rigorosos e de longo prazo, sendo necessário testar os recursos em uma variedade de situações em ambientes e cenários diferentes do trânsito. Elon Musk, inclusive, está testando o ‘Tesla Vision’ em seu próprio carro e, segundo ele, o desempenho é “alucinante”.

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!