A câmera HiRISE (High Resolution Imaging Science Experiment), a bordo da nave espacial Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), da Nasa, conseguiu captar imagens do rover chinês (Zhurong) no último domingo (6), cerca de três semanas após o robô pousar no planeta vermelho.

Na primeira imagem abaixo, estão visíveis o módulo de pouso e o próprio rover ligeiramente ao sul:

publicidade
Câmera da Nasa registrou imagens do rover chinês Zhurong e seu módulo de pouso em Marte (o ponto brilhante na foto). Imagem: NASA / JPL / UArizona/Reprodução

O registro também mostra que o terreno ao redor do robô, segundo a Nasa, é típico de uma área de Marte chamada de Utopia Planitia, uma região de solo liso e quase sem rochas. Os elementos brilhantes que circulam o local do pouso, são formas de relevo formadas pelo sopro do vento.

Outros componentes que ajudaram o Zhurong a chegar em segurança à superfície de Marte também podem ser vistos em outra foto. Espalhados mais distantes do rover. Dá para notar, por exemplo, o pára-quedas utilizado na missão.

O pára-quedas está visível no canto inferior esquerdo da imagem capturada pela câmera HiRISE. Imagem: NASA / JPL / UArizona/Reprodução

Leia mais:

O Zhurong faz parte da missão Tianwen-1, lançada em direção ao planeta vermelho em julho do ano passado, que também inclui um orbitador que está estudando o clima de Marte e servindo como uma ponte de transmissão de dados entre o rover e os seus controladores na Terra.

O robô chinês vai analisar a geologia de sua zona de pouso durante sua missão projetada para durar pelo menos três meses. Já o orbitador Tianwen-1, por sua vez, conduzirá investigações por pelo menos um ano de Marte (que equivale a 687 dias terrestres).

Fonte: Space

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!