Seguindo a tendência de outras gigantes do setor aeroespacial como a SpaceX, a Nasa trabalha, de acordo com um comunicado recente, para tornar o espaço “mais acessível”. Como parte desse esforço, foi anunciado esta semana que a agência está buscando propostas para viabilizar duas novas missões privadas com destino à estação espacial.

Vale ressaltar que em uma missão privada, espaçonaves comerciais, como a Crew Dragon da SpaceX, são usadas para transportar astronautas não afiliados a uma agência para o espaço. Algo bem diferente da proposta das missões tripuladas que a SpaceX e a Boeing planejam lançar no futuro sob o programa de tripulação comercial da Nasa.

publicidade

Conforme o comunicado, a Nasa planeja apoiar pelo menos duas missões de curta duração por ano: “Permitir missões de astronautas privados para a Estação Espacial Internacional é parte do objetivo da agência”. A nova estratégia promete oferecer os serviços que o governo americano precisa por um custo mais baixo, além de permitir o foco na missão Artemis, que vai levar astronautas à superfície lunar.

Leia mais:

Segundo o Space, a Nasa pretende lançar uma das missões entre o fim de 2022 e meados de 2023, enquanto a segunda ficará para o segundo semestre de 2023. O tempo exato dessas missões vai depender de alguns fatores como o tráfego de espaçonaves e de cronogramas de lançamento conflitantes.

Esses voos vão representar, respectivamente, a segunda e a terceira missões privadas da Nasa à estação espacial. A primeira será a Axiom Mission 1 (Ax-1), que também será lançada a bordo de uma nave Crew Dragon em janeiro de 2022.

Fonte: Space

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!