Após apostar por alguns anos em lojas pop-up ou flash, espaços de vendas que permanecem abertos por apenas alguns dias ou semanas, o Google decidiu entrar de vez no varejo com sua primeira loja física. A Google Store, como é chamada, abrirá suas portas nesta quinta-feira (17) em Chelsea, bairro de Nova York, nos Estados Unidos.

No espaço, a multinacional americana apresentará principalmente produtos próprios, incluindo os smartphones Pixel, os dispositivos inteligentes Nest, e outros. A loja física da Google contará também com acessórios de terceiros e da própria marca, como chapéus e camisetas.

publicidade

Leia mais:

Google Store
Google abre sua primeira loja física em Nova York. Foto: Google and Paul Warchol

Apesar de ser, em essência, uma loja, o espaço foi projetado de forma mais parecida a dos showrooms, isto é, locais para a exibição e testagem de produtos, modelo similar ao de muitas outras gigantes que já possuem suas lojas, como a Apple.

A Google Store conta com diversos bancos e cadeiras no espaço principal, assim como diferentes salas que proporcionam experiências específicas. Algumas das opções são simular o uso do Nest para abrir a porta para um entregador ou então testar os recursos da câmera do Pixel com pouco iluminação.

Há uma sala Google Stadia projetada para experimentação dos jogos, uma com o objetivo de mostrar os produtos inteligentes para diferentes cômodos, entre outras. Além disso, o Google construiu em sua loja física uma cabine de vidro circular para exibição de todas as suas tecnologias, como o Google Tradutor.

Em relação à estética, a Google Store se distancia da Apple Store por meio da utilização de tons quentes e de móveis feitos com cortiça e madeira, desenvolvidos em parceria com um artista local. Segundo a multinacional, grande parte do piso e dos móveis na loja física foram feitos com materiais reciclados.

Os visitantes poderão visitar o espaço para solicitar reparos em seus smartphones Pixel, assim como suporte para os dispositivos de hardware. Haverá também suporte para produtos de software para consumo.

Apesar do Google anunciar o espaço como sua primeira loja física, ainda não há mais informações sobre a abertura de outras Google Store. A multinacional segue na direção oposta da Microsoft, que em julho do ano passado encerrou permanentemente as atividades de suas lojas físicas.

Via: The Verge