Um comunicado oficial emitido esta semana pela Nasa em seu blog indica que o “tráfego de veículos visitantes” na Estação Espacial vai atrapalhar o cronograma da SpaceX. Agora, a missão Crew-3, com lançamento previsto para o dia 23 de outubro, não deve ser lançada ao espaço antes do dia 31 de outubro.

O calendário de lançamentos da agência também confirma que uma espaçonave russa (a Progress) deve atracar na ISS no dia 28 de outubro, um evento que por si só já requer muito tempo e atenção da tripulação para descarregar equipamentos e suprimentos em segurança.

publicidade
Os astronautas da missão Crew-3: Kayla Barron, Raja Chari, Matthias Maurer e Tom Marshburn. Imagens: Nasa / ESA/Reprodução

A Crew-3 vai enviar quatro astronautas ao laboratório orbital em uma cápsula Crew Dragon, que será lançada no topo de um foguete Falcon 9 para uma missão que deve durar pelo menos seis meses.

Já a tripulação da Crew-2, que chegou à ISS no dia 24 de abril, partirá, segundo a Nasa, em meados de novembro de volta à Terra após a chegada da Crew-3. Em seguida, a próxima troca de tripulação deve acontecer apenas em abril de 2022. Até lá, a agência diz que a espaçonave bem como o veículo de lançamento para o próximo voo serão determinados posteriormente.

Leia mais:

Por fim, vale lembrar que a frota de ônibus espaciais foi aposentada em 2011 após 30 anos de serviço. Desde então, a Nasa vinha utilizando a cápsula russa Soyuz para o transporte de astronautas. A agência também trabalha desde 2014 em parceria com a SpaceX e a Boeing no desenvolvimento de seu programa de tripulação comercial, concedendo o investimento inicial de US$ 6,8 bilhões (mais de R$ 35 bilhões) para financiar futuros lançamentos.

Fonte: Nasa, Space

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!