Sir Ian McKellen é um dos grandes atores de todos os tempos. Mas, infelizmente, há uma característica do britânico que já o impediu de mostrar sua genialidade nas telas. O ator perdeu papel em um filme de Harold Pinter simplesmente por ser gay.

Sir Ian relatou o fato em entrevista ao programa Front Row, da Rádio BBC 4, em entrevista a John Wilson, quando falava da vida, carreira e o retorno ao papel principal em ‘Hamlet’. Durante a conversa, o ator falou sobre seu ativismo e lembrou dos efeitos de uma entrevista, também à rádio, em 1988.

publicidade

Leia mais:

Foi naquele momento que Ian McKellen falou pela primeira vez, publicamente, que era gay. Na época, apenas ele e Simon Callow (‘Quatro Casamentos e um funeral’) eram homossexuais assumidos no Reino Unido. Assim, o eterno Gandalf e Magneto mencionou os papéis que perdeu, sem entrar em muitos detalhes.

Questionado novamente, o ator explicou. “Um filme que Harold Pinter me pediu para participar e quando o produtor soube que eu era gay, a sugestão foi rescindida e fui convidado a deixar o escritório. E Harold Pinter – uma indicação de quão intensa a homofobia pode ser -, o grande lutador dos direitos humanos, aceitou essa decisão”, contou.

O ator Ian MCKellen assumiu sua sexualidade no final dos anos 1980. Imagem: Warner Bros./Divulgação

Trinta anos se passaram até que Ian McKellen recebesse um pedido de desculpas. “Estava o incomodando. Não direi o que foi, quando, ou que ator desempenhou meu papel, e não atribuo a culpa a ninguém”, completou. Vários filmes de Pinter da época se encaixam na descrição, entre eles ‘A decadência de uma espécie’ e ‘O Processo’, por exemplo.

Ainda durante a entrevista, o ator afirmou que sua carreira nos cinemas realmente decolou depois que ele assumiu sua sexualidade publicamente, pois aumentou sua fama. Ele acredita ainda que as experiências de vida o tornaram um profissional melhor.

“É de se admirar que minha atuação tenha melhorado? Melhorou, quase da noite para o dia. Agora minha atuação não é sobre disfarce, mas sobre revelação”, pontuou. A entrevista completa pode ser ouvida no site da Rádio BBC 4.

Via: Bleeding Cool

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!