Nesta quinta-feira (17), a empresa dona do aplicativo TikTok, a ByteDance, disse aos seus funcionários que, em 2020, aumentou seu faturamento bruto em 93%, enquanto a receita total cresceu 111% em relação ao ano anterior.

Durante 2020, a receita da empresa chinesa chegou aos US$ 34,3 bilhões – cerca de R$ 172,7 bilhões, na conversão atual. Segundo o The Wall Street Journal (WSJ), a receita bruta da empresa chegou a atingir os US$ 19 bilhões.

publicidade
Fachada da empresa chinesa ByteDance
ByteDance conta que faturou R$ 172,7 bilhões em 2020. Imagem: ByteDance/Divulgação

A ByteDance viu seu faturamento em 2020 despontar graças à rede social de vídeos rápidos ter se tornado um grande sucesso mundialmente. Além do TikTok, a companhia também é dona do Douyin – versão chinesa da plataforma – e do aplicativo de agregação de notícias Jinri Toutiao.

Apesar do lucro em 2020 da empresa chinesa ser surpreendente, seu prejuízo líquido ainda foi maior, totalizando US$ 45 bilhões. O montante é explicado devido a um ajuste nos valores das ações, algo que se torna necessário em startups que levantam fundos externos.

A ByteDance não é uma empresa de capital aberto, mas fontes do WSJ ressaltam que a companhia tem intenção de entrar na bolsa de Hong Kong ou de Nova York em algum momento.

A principal concorrente da ByteDance na China é a Kuaishou Technology –dona do aplicativo de vídeos rápidos Kwai, cujas receitas totais de 2020 foram equivalentes à US$ 9,2 bilhões (mais de R$ 46 bilhões).

Leia também!

De onde vem o lucro da ByteDance?

Com uma audiência de 1,9 bilhão de usuários ativos em dezembro de 2020 em todos os seus aplicativos, a empresa sediada em Pequim, na China, recebeu a maior parte de sua receita do TikTok por meio de anúncios publicitários. No entanto, atualmente, a ByteDance também procura expandir para as áreas de jogos e e-commerce.

O aumento da receita com publicidade começou com a pandemia da Covid-19, quando a população deixou de ir às ruas para realizar compras em lojas físicas e começou a gastar mais dinheiro no comércio eletrônico.

Na China, a venda de publicidade digital no primeiro semestre de 2020 aumentou cerca de 20%, chegando em US$ 46,9 bilhões (mais de R$ 236 bilhões).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!