Uma curiosa rocha espacial, muito grande para ser um cometa e pequena demais para ser um planeta, está cada vez mais próxima da Terra. Chamada 2014 UN271, a rocha está na mira dos pesquisadores há alguns anos.

E tudo indica que, em breve, eles finalmente poderão ter uma visão ainda melhor, segundo o site New Atlas. Isso porque o objeto está perto de alcançar o ponto mais próximo da órbita da Terra, o que deve acontecer em 2031, quando estiver tão próximo do Sol quanto Saturno.

publicidade
Órbita da rocha espacial 2014 UN271 a faz viajar por todo o Sistema Solar Interno. Imagem: Janez Volmajer – Shutterstock

Levará novamente mais de 600 mil anos para o objeto se reaproximar da Terra

Depois que isso acontecer, o objeto levará mais 612.190 anos antes de completar outra viagem ao redor do sol. Para contextualizar, trata-se do tempo decorrido entre o surgimento dos Neandertais e hoje.

Essa bizarra órbita da rocha espacial a leva a viajar por todo o Sistema Solar Interno, chegando periodicamente mais perto e mais longe do Sol e, às vezes, quase escapando para o espaço interestelar.

Essa próxima visita do objeto à nossa vizinhança será uma oportunidade extraordinária para os astrônomos estudarem como uma rocha espacial como a 2014 UN271 se parece sem ter que lançar uma sonda ao espaço e esperar os anos que levaria para viajar.

Infelizmente, não será um fenômeno visível por amadores – mesmo que esteja chegando comparativamente perto da Terra, o 2014 UN271 só se tornará tão brilhante no céu noturno quanto Plutão ou sua lua Caronte, tornando-o extremamente difícil de localizar sem equipamento profissional.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!