Em um caso publicado no Canadian Medical Association Journal, um grupo de médicos alertaram sobre um caso de síndrome inflamatória multissistêmica em um adulto que se recuperou da Covid-19.

O paciente de 60 anos procurou o hospital com uma série de sintomas, entre eles: falta de ar prolongada, febre alta, fadiga severa e inchado, além de coração dilatado e inchado nos pulmões. O paciente teve o teste para SARS-CoV-2 positivo quatro semanas antes de apresentar os sintomas.

publicidade
Paciente internado com Covid-19
Síndrome inflamatória multissistêmica em adultos pode ter relação com a Covid-19.
Imagem: Mongkolchon Akesin/Shutterstock

“Dada a história recente do paciente de infecção por SARS-CoV-2, febres sem sintomas localizados, alterações da mucosa oral, linfadenopatia cervical, conjuntivite e alterações nas extremidades inferiores, suspeitamos de síndrome inflamatória pós-Covid-19. A apresentação foi semelhante aos casos relatados de uma complicação incomum, mas grave, em crianças e adolescentes infectados com SARS-CoV-2, chamada de síndrome inflamatória multissistêmica em crianças (MIS-C), bem como doença semelhante a Kawasaki “, apontaram os especialistas em doenças infecciosas, Genevieve Kerkerian e Stephen Vaughan.

Os autores do estudo afirmaram ainda que pouco se sabe sobre a síndrome inflamatória multissistêmica em adultos (MIS-A) e que os poucos casos haviam sido encontrados em pessoas com menos de 50 anos, mas que o novo paciente mostra que a idade não deve ser um limitador do potencial diagnóstico.

publicidade

Leia também!

“Ao contrário do MIS-C, atualmente não há exigência de relatar casos de MIS-A às autoridades provinciais ou estaduais, mas isso deve ser encorajado para facilitar a pesquisa e melhorar os resultados dos pacientes”, afirmam os responsáveis pela pesquisa.

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!