Mesmo com fama de ser a empresa dentro do mundo dos jogos mais avessa ao cross-play, O PlayStation está cada dia mais comprometido a estimular a prática. Isso é o que afirma Jim Ryan, presidente da Sony Interactive Entertainment (SIE). Em entrevista ao site Axios, ele alegou que “há suporte e encorajamento” à jogabilidade multiplataforma no nosso ecossistema”.

Citando como exemplos ‘Minecraft‘, ‘Rocket League’, ‘Call of Duty‘ e ‘Fortnite‘, o chefão do PlayStation ainda reafirmou que ‘Destiny ‘2 também ganhará suporte ao gameplay entre diferentes plataformas “futuramente”. “O número de jogos que suportam o recurso [cross-play] vai continuar a crescer”, declarou.

publicidade
Jim Ryan: PlayStation está comprometida a ter mais cross-play
PlayStation está comprometida a ter mais cross-play, diz Jim Ryan. Imagem: Divulgação/Sony Interactive Entertainment

Boas notícias para os “sonystas” que querem jogar com os amigos do Xbox e do Switch, mas demorou um pouco para o PlayStation chegar a esse ponto. Desde 2017, quando a prática de cross-play se tornou mais comum graças a ‘Fortnite’, a Sony ficou conhecida por ser notoriamente lenta – e até mesmo relutante – em adotar a jogabilidade multiplataforma, especialmente com os consoles da Microsoft e da Nintendo.

E a nova postura da empresa não veio sem pressão popular, visto que o PlayStation esteve quase sempre entre os últimos hardwares na lista do cross-play a cada novo anúncio do recurso em variados títulos. Em 2018, por exemplo, com o porte de ‘Fortnite’ para Nintendo, jogadores de PlayStation 4 (PS4) não conseguiram jogar o game com outras plataformas. E mais: na época, quem chegou a ativar a conta no console e jogou uma única partida que fosse, também não podia levar seu progresso para o Switch.

Após várias reclamações, a Sony flexibilizou o gameplay multiplataforma, mas não antes sem tirar um dinheiro extra da Epic Games. Durante o processo judicial entre a produtora de ‘Fortnite’ com a Apple, foi revelado que a Sony cobra pelo suporte cross-play e recebe royalties de seus parceiros no processo.

Playstation Fortnite
Porte de ‘Fortnite’ para Switch, em 2018, causou polêmica entre os jogadores de PlayStation. Imagem: Rokas Tenys/Shutterstock

Ainda assim, nem tudo são flores na aderência do PlayStation ao cross-play. ‘Borderlands 3’, que passou a incorporar o recurso, deixou o Playstation de fora. Perguntado sobre o assunto pelo Axios, Ryan disse que não queria falar sobre “uma questão existente de negócios com um parceiro de longa data”.

Leia mais:

Fontes: GamesRadar e Axios

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!