A startup britânica Arqit anunciou que vai oferecer chaves de criptografia por meio de distribuição quântica a partir de 2023. O modelo é tido como uma tecnologia “impossível de hackear”.

A técnica é uma forma de assegurar que a comunicação entre duas partes seja totalmente inviolável, usando as propriedades quânticas dos fótons, as partículas essenciais da luz. Com elas, é possível criptografar chaves e cifras de acesso para serem compartilhadas. A natureza “inhackeável” se dá pelo fato de qualquer tentativa de invadir, ou mesmo observar tal comunicação, altera a natureza dos fótons, consequentemente destruindo as chaves secretas.

publicidade

Essa técnica não é nova, mas a empresa investe em um caminho diferente. Até agora, a troca de dados quânticos é feito principalmente por fibras óticas, mas o projeto da Arquit envolve o uso de satélites especialmente dedicados à tarefa.

Graças a um protocolo próprio de transmissão, as chaves quânticas de criptografia vão ser transmitidas diretamente do emissor ao receptor, sem a necessidade de serem armazenadas em algum ponto do caminho. Isso, segundo a empresa, elimina a chance dos dados serem hackeados.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!