A Apple está redobrando seus esforços para impedir a divulgação de rumores sobre produtos em desenvolvimento ou próximos do lançamento, como novos iPhones, iPads, Macs ou mesmo o “Apple Car“.

Segundo o site 9to5Android, advogados da empresa enviaram “cartinhas” a informantes chineses conhecidos por divulgar informações precisas sobre futuros produtos e que atuam na Weibo, rede social chinesa similar ao Twitter.

publicidade

Um destes informantes, conhecido como Kang, afirma que a carta que recebeu continha screenshots de vazamentos que divulgou no passado e dizia que ele deve parar de postar informações.

Leia mais:

Segundo Kang, a Apple alega que os rumores “dão informações aos seus concorrentes e enganam os consumidores, já que a informação divulgada pode não ser precisa”.

Em resposta o informante, que no passado vazou toda a linha iPhone 12, declarou que pretende reduzir os vazamentos relacionados aos produtos da Apple no futuro. 

Entretanto outro informante conhecido no Weibo, chamado “l0vetodream” nega que tenha recebido uma carta. Em setembro passado ele vazou a existência do iPhone 12 Mini.

A Apple é uma das empresas que mais investe na segurança de seu processo de desenvolvimento. Produtos como a tela micro LED do iPad Pro são desenvolvidos sob absoluto sigilo, em prédios sem identificação externa e por funcionários que assinam acordos que impedem a divulgação de informações a quaisquer pessoas, até mesmo seus maridos e esposas. 

Ainda assim, é difícil para uma empresa do tamanho da Apple operar em silêncio. Além de vazamentos diretos, a informação sobre novos produtos pode chegar a público por meio indireto, através de acordos fechados com outras empresas, observação do aumento na contratação de funcionários em fornecedoras ou mesmo analisando as tendências de mercado. Ou seja, os rumores sobre o “novo iPhone” podem mudar de fonte, mas não irão morrer tão cedo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!