A Microsoft lançou nesta segunda-feira (28) a primeira prévia da próxima geração do Windows, o Windows 11. Entretanto, esta versão ainda é incompleta, sem recursos como a integração com o Teams ou o suporte a apps Android.

Entre os novos recursos presentes na versão 22000.51 estão as janelas com cantos arredondados, a nova barra de tarefas centralizada, novo Menu Iniciar, novos temas, Snap Groups e Snap Layouts (que facilitam a organização de grupos com múltiplos apps e janelas), e um novo painel de controle.

publicidade
Menu Iniciar e barra de tarefas centralizada no Windows 11. Imagem: Reprodução

Para rodar o sistema o computador precisa atender a alguns requisitos. Entre eles ter um processador de 64 Bits com 2 ou mais núcleos rodando a pelo menos 1 GHz, 4 GB de RAM, um HD de 64 GB ou maior, uma tela HD (720p) com mais de 9 polegadas na diagonal, BIOS UEFI compatível com SecureBoot e um módulo TPM 1.2 ou 2.0 habilitado.

A Microsoft desenvolveu uma ferramenta para testar a compatibilidade de seu PC com o Windows 11. O sistema será uma atualização gratuita para quem já usa o Windows 10 em um PC compatível.

Para baixar o Windows 11 é necessário se cadastrar no programa Windows Insider (o que é gratuito). Depois, em um PC com Windows 10, vá até Configurações > Atualização e Segurança > Programa Windows Insider. Lá é necessário ativar o canal “Dev”, que contém software ainda em desenvolvimento. 

Leia mais:

Não custa lembrar que esta prévia é uma versão muito preliminar do Windows 11, que não deve ser instalada em máquinas que desempenham funções críticas ou das quais você depende no dia a dia para trabalhar ou estudar. A melhor forma de conhecer as novidades sem riscos é instalar o sistema em um PC “cobaia”. 

A Microsoft ainda não anunciou quando o Windows 11 será lançado, mas tudo aponta para uma data entre 6 e 20 de Outubro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!