Depois de 60 anos, justiça vai ser feita: Wally Funk, uma aviadora da década de 1960 que ingressou no grupo “Mercury 13” da Nasa, finalmente vai viajar ao espaço, em uma cortesia da Blue Origin.

O anúncio foi feito pelo próprio CEO da empresa, Jeff Bezos, que publicou um vídeo onde ele contava a surpresa à aviadora, que efusivamente abraça o executivo.

publicidade

A história até virou documentário na Netflix. Wally era a mulher mais nova a entrar para o Mercury 13, um grupo de mulheres selecionadas pela Nasa para passar pelo mesmo treinamento enfrentado por candidatos masculinos ao posto de astronautas da agência espacial americana.

Segundo os registros históricos, Wally Funk, uma aviadora com mais de 19,6 mil horas de vôo e incontáveis aulas ministradas como instrutora, teve um desempenho melhor do que o dos homens do treinamento, mas o grupo que ela fazia parte nunca chegou a decolar.

A primeira astronauta mulher só viria mais de 20 anos depois – Sally Ride, em 1983.

Quase 60 anos depois, Funk vai conquistar o sonho de viajar para fora da Terra a bordo de uma nave da Blue Origin, onde ela vai passar cerca de quatro minutos em um ambiente de “zero gravidade”.

A notícia é muito boa, mesmo que Funk não vá necessariamente viajar para a órbita da Terra no voo marcado para o próximo dia 20. A nave New Shepard tem capacidade máxima sub orbital, e vai chegar perto da fronteira do que se denomina “o espaço”.

Mas Bezos afirmou que ninguém esperou mais para ir até lá do que ela.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!