O foguete “Super Heavy B3”, da SpaceX, é tido como o “maior foguete já construído” e foi recentemente movido para sua base de lançamento, seis semanas após o início de sua montagem, segundo informações divulgadas pela empresa de Elon Musk e reproduzidas na imprensa internacional.

O foguete sozinho tem 65 metros de altura – o que o coloca lado a lado com um edifício de pequeno porte – mesmo tamanho de um Falcon 9 (outro foguete da SpaceX) de dois estágios, mais uma nave Dragon de carona.

publicidade

O Super Heavy B3 terá 32 propulsores Raptor, mais do que qualquer outro foguete na história, o que deve gerar duas vezes mais aceleração do que o Saturn V da Nasa – que foi usado nas missões Apollo à Lua e até hoje é o recordista nesse aspecto.

Leia também

O interessante do Super Heavy B3 é que sua construção usa de quase toda a aparelhagem de montagem da Starship, a nave de viagem orbital da SpaceX, mas ele próprio é mais barato que a nave, apesar de seu tamanho bem mais avantajado.

Isso porque os 36 anéis de aço, três cúpulas e dezenas de partes desse “foguetaço” são componentes adquiridos no mercado – ou seja, a SpaceX pode simplesmente comprá-los -, enquanto a maior parte das peças da Starship são especificamente desenhadas somente para ela – o que exige um investimento maior devido à necessidade de personalização.

Elon Musk, o CEO da SpaceX, disse, porém, que o Super Heavy B3 é “incrivelmente difícil” de ser construído e seria usado apenas para testes de solo. Seu sucessor, o B4, é que deve ser o primeiro a levantar voo. Musk também disse que o design atual será “amplamente alterado” entre as duas gerações de foguetes.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!