Pela primeira vez, dois astronautas puderam trabalhar fora da estação espacial chinesa, durante a segunda caminhada espacial da história do país. Liu Boming e Tang Hongbo começaram a atividade extraveicular (EVA, Extra-Vehicular Activity) de seis horas e 46 minutos no domingo (4) às 8h11, horário de Pequim (21h11 de sábado (3) no horário de Brasília).

Caminhada Espacial da China
Liu Boming (no topo) e Tang Hongbo saem do módulo central de Tianhe para fazerem a primeira caminhada espacial da missão Shenzhou-12 fora da estação espacial da China. Imagem: CCTV

A primeira caminhada espacial da China foi realizada por Zhai Zhigang, comandante da missão Shenzhou-7, em 2008, da qual Boming também fazia parte.

publicidade

Na missão deste ano, ele foi o primeiro a sair do módulo central Tianhe (“Harmonia dos Céus”), seguido por Hongbo, cerca de três horas depois.

Usando trajes espaciais chineses atualizados, da Feitian Technologies, os dois membros da tripulação de Shenzhou-12 equiparam a estação espacial com as ferramentas necessárias para apoiar atividades futuras.

Como foi o trabalho dos astronautas fora da estação espacial chinesa

Boming prendeu um apoio para os pés e uma plataforma na extremidade do braço robótico de 10 metros da estação e, em seguida, montou ele mesmo no braço. De dentro da estação Tianhe o comandante da Shenzhou 12, Nie Haisheng, testou os controles do braço, movimentando o colega.

Hongbo, amarrado aos corrimãos ao longo do exterior da estação espacial, se juntou a Boming para estender uma câmera panorâmica. Eles, então, continuaram trabalhando juntos para instalar outros equipamentos EVA com a ajuda do braço robótico.

“Após cerca de 7 horas de atividades externas, os companheiros de tripulação da Shenzhou 12, trabalhando juntos, concluíram com êxito todas as tarefas programadas durante a caminhada no espaço”, anunciou a Agência Espacial Tripulada da China no final do EVA.

Hongbo e Boming completaram a caminhada no espaço às 14h57 (horário de Pequim) no domingo (03h57 da madrugada de domingo pelo horário de Brasília).

Pelo vídeo abaixo, da Space.com, é possível assistir a todo o procedimento:

Tripulação da Shenzhou-12 planeja segunda caminhada espacial

Uma segunda caminhada no espaço está planejada para mais tarde na missão Shenzhou-12, que foi lançada em 16 de junho e está programada para durar três meses. 

Além dos procedimentos de teste, os EVAs estão preparando a estação para ser expandida com a adição de dois módulos de laboratório a serem lançados em 2022.

Leia mais:

Os trajes chineses Feitian (que significa “voando para o espaço”) são semelhantes em design ao Orlan, traje russo utilizado na caminhada chinesa de 2008, com o sistema de suporte de vida portátil também servindo como uma entrada traseira para o uniforme espacial. 

Equipados com câmeras, os capacetes do Feitian transmitem uma visão em primeira pessoa, igual ao traje espacial da unidade de atividade extraveicular (EMU) da Nasa.

Quando não estão em uma caminhada no espaço, os tripulantes da Shenzhou-12 passam o tempo testando os sistemas do módulo central Tianhe, conduzindo experimentos científicos e participando de chamadas de vídeo, com conversas ao vivo com o presidente chinês Xi Jinping.

Ao ser concluída, a estação espacial Tiangong (“Heavenly Palace”), em forma de T, será a primeira estação espacial multimódulo da China. Além de hospedar equipes e pesquisas chinesas, o país planeja convidar parceiros internacionais para visitar e trabalhar a bordo do posto avançado em órbita.

Com informações do Collect Space.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!