O Airbnb, serviço de hospedagem online que conecta anfitriões e viajantes, anunciou que bloqueou mais de 50 mil reservas suspeitas em 15 cidades dos Estados Unidos para evitar festas durante a pandemia da Covid-19.

A plataforma anunciou no ano passado que passaria a contar com uma ação de fiscalização rígida para que as propriedades alugadas na ferramenta não se tornassem alternativas para eventos fechados com aglomeração, o que vai contra as medidas de prevenção de combate à Covid-19.

publicidade
Diversas pessoas em uma festa na piscina
Airbnb bloqueia reservas para evitar festas durante pandemia da Covid-19. Imagem: Michael Vano/Shutterstock

“Instituir uma proibição global de festas e eventos é do interesse da saúde pública”, afirmou a empresa na época que instituiu a proibição.

O chefe de comunicação de confiança e segurança da empresa, Ben Breit, relatou que o sistema do Airbnb bloqueia locações de usuários com menos de 25 anos que não possuem um histórico de críticas positivas que sejam próximas as próprias residências.

O executivo ressaltou que o aluguel não será impedido caso se trate de uma casa menor, ou em local distante, onde o sistema entende que não faria sentido para locais de festas.

De acordo com o portal The Verge, o Airbnb está utilizando um sistema específico para avaliar as reservas no Canadá, Espanha, EUA, França e Reino Unido.

Leia também!

A empresa acredita que seus bloqueios tenham funcionado e estendeu a política até o final do verão de 2021. O portal The Denver Post informou que as reclamações sobre casas alugas para curtas temporadas caíram pela metade entre janeiro e maio de 2021, quando comparado ao mesmo período do ano passo.

No entanto, não é possível afirmar que os cancelamentos de reservas do Airbnb sejam os únicos responsáveis por isso, ou se o fato é atribuído à consciência geral da população em relação a pandemia.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!