A Play Store teve alguns aplicativos removidos pelo Google. Os apps em questão, alguns deles bem populares, na realidade eram “cavalos de Troia” e roubavam informações dos usuários. Entre elas, dados de logins do Facebook e outras plataformas. Quem denunciou o golpe nos apps foram os analistas do antivírus Dr. Web.

Ao contrário do imaginado, muitos desses apps não são desconhecidos. Alguns deles, inclusive, tinham mais de 5,8 milhões de downloads e apresentavam títulos atraentes como “limpador de memória” ou “horóscopo do dia”. A ideia dos golpistas era explorar usuários desatentos.

publicidade

Google remove aplicativos da Play Store

Ao baixar o app, o cliente precisa logar com o Facebook, como ocorre com outros serviços, mas ao invés de ser direcionado para o aplicativo da rede social, uma falsa página de login é exibida e ao digitar o login e a senha, as informações são roubadas.

Leia mais!

Ao site Ars Technica, o Google disse que removeu os aplicativos e baniu os desenvolvedores da Play Store. A gigante ainda disse que vai rastrear o malware para manter os criminosos afastados da loja, já que mesmo com o bloqueio eles podem criar outras contas de desenvolvimento.

Apesar disso, o fato de aplicativos tão populares serem perigosos mostra uma brecha na segurança da Play Store, que em tese deveria ser um ambiente totalmente seguro para os usuários. Por isso, mesmo que o app esteja na loja, é preciso tomar cuidado antes de baixar, para não correr o risco de ter seus dados roubados ou de ter seu dispositivo infectado.

O Google ainda explicou que vai expandir a triagem de aplicativos após o ocorrido.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!