O lançamento da versão beta do software FSD 9 para o público foi, como de costume, mais uma vez atrasado pela Tesla. No entanto, os entusiastas já receberam algumas informações sobre as novidades do update vindas do próprio Elon Musk. Por meio do Twitter, o CEO da montadora explicou que uma nova interface no computador de bordo permitirá aos proprietários dos elétricos a possibilidade de, literalmente, “olhar a mente do carro”.

“Sim, a interface do usuário atualizada vem com a atualização ampla do Full Self–Driving (FSD). Todos os carros com computador FSD terão uma nova visão da ‘mente do carro’. Todos os Model 3 e Y podem ser atualizados para ter um computador FSD”, afirmou Musk.

publicidade

Embora o termo “mente do carro” não pareça ser totalmente claro, é provavelmente uma referência às novas visualizações do sistema de direção autônoma, que mostram como o carro elétrico observa os arredores – algo que já vimos em vídeos de testes realizados ao longo deste ano.

O objetivo das mudanças de interface é tornar a operação dos sistemas ativos de assistência mais legível e previsível aos donos dos elétricos. As visualizações de direção da Tesla costumam ser chamadas pelo CEO em entrevistas de “criador de confiança” para o piloto automático – e agora FSD. Ou seja, a parte mais visual da tecnologia permite ao motorista saber o que o veículo pode ver e o porquê de estar fazendo o que está fazendo.

A nova versão da interface do usuário, intitulada v11, deve entrar no mercado ao mesmo tempo que a atualização do software do FSD. E, segundo Musk, mesmo que o piloto automático não esteja ativado, o motorista poderá observar “a mente do carro” funcionando, seja captando o sinal vermelho de faróis e movimentos de pessoas ao redor ou de outros veículos e objetos muito mais distantes.

Leia mais:

Os testadores com acesso à versão beta inicial do software FSD v9 já estão vendo todas as mudanças na tela de seus veículos elétricos. Para quem quiser aderir à nova interface, no entanto, há uma condição: a presença de um computador de bordo da geração FSD. A Tesla começou a instalá-lo em modelos lançados em 2019 de graça, mas carros de anos anteriores também podem ser atualizados após o pagamento de uma taxa.

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!