Segundo o site Space.com o novo módulo da Estação Espacial Internacional (ISS), o laboratório russo Nauka, está pronto para ser lançado na quarta-feira da próxima semana (21).

Em comunicado, a Roscosmos, agência espacial russa, informou que o novo módulo será lançado do Site 200 do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, no topo de um foguete Proton-M. As datas de backup serão nos dias 22 e 23.

publicidade
A unidade de subida do novo Módulo de Laboratório Multifuncional Russo (MLM), também conhecido como “Nauka”, dentro da estação de abastecimento e neutralização no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. Imagem: Roscosmos

O voo do módulo para a ISS levará oito dias, e a atracação será na porta voltada à Terra (Nadir) do módulo de serviço russo Zvezda. A manobra está agendada para o dia 29 deste mês, às 9h25 EDT (10h25 pelo horário de Brasília).

A partida do veículo de carga Progress MS-16 russo (também denominado Progress 77) com o módulo Pirs está programada para 23 de julho, sendo sujeita ao lançamento do Nauka no dia 21.

Em uma série recente de caminhadas espaciais, os cosmonautas russos à bordo da estação espacial trabalharam para desativar o módulo Pirs, em uso há mais de uma década, para removê-lo da estação e abrir uma vaga para o Nauka. 

Fase de preparação de pré-lançamento do módulo Nauka

De acordo com a Rososmos, no Cosmódromo de Baikonur, os preparativos de rotina para o lançamento do módulo Nauka estão em andamento.

Atualmente, o foguete está na estação de abastecimento e neutralização, que é a operação mais importante dos preparativos finais de pré-lançamento.

Engenheiros da Roscosmos trabalham na montagem e testes do novo módulo Nauka no Cosmódromo de Baikonur. (Crédito da imagem: Roscosmos)

Nauka, formalmente conhecido como Módulo de Laboratório Multiuso Russo, é um novo módulo de pesquisa para o segmento russo da ISS, desenvolvido pela fabricante aeroespacial RSC Energia em conjunto com o Centro Estatal de Pesquisa e Produção Khrunichev (parte da Roscosmos), ambos em Moscou.

Leia mais:

Esse módulo foi projetado para expandir a funcionalidade do segmento russo da Estação Espacial Internacional . 

“O módulo Nauka foi criado com base construtiva e tecnológica do Bloco de Carga Funcional Zarya, empregando a experiência de projetar um veículo de abastecimento de transporte para as estações científicas tripuladas pela Salyut e módulos para reformar o complexo orbital Mir”, comunicou a Roscosmos.

A agência acrescenta que “após o comissionamento do novo módulo, o segmento russo receberá volumes adicionais para os locais de trabalho e armazenamento de cargas, locais para equipamentos de regeneração de água e oxigênio, melhorar as condições de permanência dos cosmonautas, além de aumentar a segurança de toda a tripulação da ISS”.

European Robotic Arm será lançado junto com o Nauka

Em conjunto com o Nauka, será lançado o European Robotic Arm (ERA), que trabalhará com a nova eclusa de ar russa para transferir pequenas cargas diretamente de dentro para fora da ISS. 

Isso reduzirá o tempo de preparação para os astronautas em uma caminhada no espaço e permitirá que o ERA trabalhe ao lado deles.

Outra tarefa da ERA é transportar astronautas como um guindaste para uma posição onde eles possam trabalhar no exterior da ISS ou de um local externo para outro, o que economiza tempo e esforço durante as caminhadas espaciais.

Um consórcio de empresas europeias lideradas pela Airbus Defense and Space, na Holanda, projetou e montou o ERA para a Agência Espacial Europeia (ESA). O braço robótico é totalmente financiado pelo governo holandês.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!