Os carros elétricos ainda engatinham quando se trata de espaço no mercado brasileiro. Mas, aos poucos, os veículos zero emissão passam a integrar as frotas das cidades pelo Brasil. Em junho deste ano, por exemplo, o emplacamento desse tipo de automóvel bateu mais um recorde.

O mês passado registrou 3.507 novos automóveis movidos a energia limpa emplacados em território brasileiro. A quantidade é 13% maior do que o número marcado no mês de maio de 2021.

publicidade

Leia mais:

De acordo com balanço da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), o primeiro semestre de 2021 registrou um crescimento de vendas em carros elétricos de 84%, em relação ao ano anterior. Assim, 13.899 novos veículos foram emplacados nos seis primeiros meses deste ano.

Como votar no Olhar Digital no segundo turno do Prêmio Influency.me

Curiosamente, o tipo de veículo elétrico mais emplacado no país em junho foi um modelo comercial leve. Oitenta e duas unidades do Furgão BYD eT3 foram registradas no país no último mês. Esses carros integram a frota de uma empresa que aluga frotas verdes, fornece mão de obra e estão de resíduos e limpeza urbana, a TB Green.

Os novos furgões elétricos emplacados no Brasil vão operar em São Paulo e no Rio de Janeiro. Foi justamente na capital paulista que o prefeito Ricardo Nunes sancionou a Lei nº 17.563. A nova legislação devolve aos proprietários de carros elétricos no município o valor pago de IPVA, seja por meio de depósito ou como desconto no IPTU.

Furgão BYD eT3 foi o veículo elétrico mais emplacado no Brasil em junho. Imagem: BYD/Divulgação

A cidade também já conta com outra lei que prevê isenção de 50% no valor do IPVA para veículos elétricos, híbridos ou movidos a hidrogênio. Outra vantagem para os donos desse tipo de automóvel em São Paulo é a isenção no rodízio.

“De um lado, governos locais criam incentivos para a logística verde, e de outro, as empresas vêm fortalecendo sua agenda ESG (environmental, social and governance – ambiental, social e governança, em português), com a mobilidade elétrica sendo uma das melhores formas de reduzir emissões e construir um ambiente urbano mais limpo e saudável a todos”, analisou Adalberto Maluf, diretor de Marketing e de Sustentabilidade da BYD.

A projeção da ABVE é que o mercado brasileiro ultrapasse a marca de 28 mil veículos eletrificados novos emplacados até o final de 2021. Se confirmada, a quantidade representará um crescimento de 42% com relação a 2020, quando 19.745 carros elétricos entraram nas ruas do Brasil.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!