Mesmo liderando (por pouco) de forma global, ‘Viúva Negra’ registrou uma queda gigante de bilheteria nos Estados Unidos (EUA). Na estreia, o filme do Marvel Studios conseguiu mais de US$ 80 milhões e, uma semana depois, o longa faturou apenas US$ 29,9 milhões – um declínio de quase 64%, o maior do Universo Cinematográfico (MCU).

A queda pode ter ocorrido por uma série de motivos. O primeiro, obviamente, é o “mundo pós-pandemia“, em que menos pessoas frequentam os cinemas na reabertura (ou sequer tem salas disponíveis). Outro fator também seja o fato de o longa ainda não ter estreado na China e no Sudeste Asiático, mercados que são considerados peças importantíssimas da Marvel.

Marvel Studios/Divulgação
Donos de cinemas culpam Disney+ por queda de ‘Viúva Negra’ nas bilheterias. Imagem: Marvel Studios/Divulgação

E o problema ainda piora, visto que a produção estrelada por Scarlett Johansson ainda não tem data de lançamento confirmada na região. Em meio a tudo isso, ‘Viúva Negra’ é o filme mais pirateado atualmente, conforme informações do Torrent Freak.

O retorno do Marvel Studios às telas de cinema também não contava com o resultado surpreendente da estreia de ‘Space Jam: Um Novo Legado, que liderou a bilheteria nos EUA com aproximadamente US$ 32 milhões – junto a US$ 23 milhões arrecadados internacionalmente, resultando em um montante que ultrapassa US$ 54 milhões.

publicidade
‘Space Jam 2’ tem vitória surpreendente sobre ‘Viúva Negra’ nas bilheterias. Imagem: Warner Bros./Divulgação

Donos de cinemas culpam Disney+ por queda de ‘Viúva Negra’ nas bilheterias

Por fim, o possível maior problema enfrentado pelo Marvel Studios para emplacar ‘Viúva Negra’ é a divisão do público em onde assistir. O filme está disponível tanto nos cinemas quanto no Disney+ via Premium Access (que custa US$ 30 nos Estados Unidos e R$ 69,90 no Brasil).

Inclusive, a Associação Nacional de Donos de Cinemas (NATO) dos EUA divulgou uma nota alegando que a aventura solo de Natasha Romanoff registrou uma performance abaixo do esperado nas telonas justamente por causa do lançamento simultâneo com a plataforma de streaming.

Segundo o grupo, o modelo do “Premier Access” fez a empresa e toda a indústria perderem dinheiro sobre o longa. “Apesar de alegações de que essa estratégia de lançamento aprimorada na era do streaming era um sucesso para a Disney e para o modelo simultâneo, ela demonstra que um lançamento exclusivo nos cinemas significa maior lucro para todos os acionistas em todos os ciclos de vida do filme”, diz o comunicado.

Natasha (Scarlett Johansson) e Yelena (Florence Pugh) fogem de assassina em cena inédita de 'Viúva Negra'. Imagem: Marvel Studios/Divulgação
Natasha (Scarlett Johansson) e Yelena (Florence Pugh) fogem de assassina em ‘Viúva Negra’. Imagem: Marvel Studios/Divulgação

A associação projeta que, sem o Disney+, ‘Viúva Negra’ poderia ter arrecadado US$ 130 milhões somente nos três primeiros dias. A estimativa foi feita com base nos índices de sucessos como ‘Velozes & Furiosos 9‘ e ‘Um Lugar Silencioso – Parte II’. A NATO ainda aponta que as análises anteriores feitas por críticos de bilheterias, que elogiavam a estratégia da Disney, foram “imprecisas”.

“O lucro do Premier Access não é dinheiro novo, mas foi adiantado de uma janela de VOD mais tradicional, que não é mais uma opção (…) A resposta para todas as perguntas vai mostrar que o lançamento simultâneo faz a Disney perder dinheiro ao longo de toda a vida útil do filme”, declarou a organização, que conclui a linha de pensamento chamando atenção para o compartilhamento de senhas e downloads ilegais da produção – prática facilitada com o lançamento digital.

“As muitas questões levantadas pela pouca divulgação que a Disney faz de seus dados do streaming estão sendo rapidamente respondidas pela performance anômala e decepcionante de ‘Viúva Negra’. A resposta mais importante é que os lançamentos simultâneos são artefatos da pandemia que devem ser deixados na história, junto à própria pandemia”, finaliza.

Leia mais:

Fontes: Deadline, Screenrant e Box Office Mojo (1 e 2)

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!