Uma grande instalação clandestina foi descoberta pelo Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) no último dia 8, e mais de 5 mil máquinas, entre elas 3.800 unidades de PlayStation 4 (PS4), foram apreendidas. Inicialmente, as autoridades acreditavam que os aparelhos estavam sendo usados para a mineração de criptomoedas. No entanto, uma investigação do jornal de negócios local Delo descobriu que, na verdade, o local era uma fazenda de bots do ‘FIFA’.

Imagens divulgadas pelo departamento (confira abaixo) mostravam diversos hardwares dispostos em numerosas prateleiras, algo realmente semelhante a uma fazenda de criptomoedas. Tanto que a conclusão oficial da SBU apontou que os consoles estavam “dedicados à mineração de algum ativo digital desconhecido”.

publicidade

No entanto, a notícia repercutiu no mundo todo com certo ceticismo. Isso porque um PS4 não é o aparelho ideal para uma fazenda de criptomoedas, visto que é um equipamento de um alto custo para uma baixíssima taxa de hash. Em termos mais simples, a lucratividade seria quase nula se a instalação não estivesse roubando eletricidade – que foi a razão a princípio das autoridades ucranianas realizarem a operação de apreensão.

Armazém com vários PS4 na Ucrânia que “mineravam criptomoedas” são, na verdade, para bots de 'FIFA'. Imagem: Serviço de Segurança da Ucrânia/Divulgação
Autoridades da ucrânicia acreditavam que PS4s apreendidos eram usados para minerar criptomoedas. Imagem: Serviço de Segurança da Ucrânia/Divulgação

Querendo entender melhor a situação, o jornal ucraniano Delo optou por realizar uma investigação paralela, questionando o posicionamento oficial da SBU sobre o caso – bem como descobrir o porquê de os discos do jogo estarem fora dos PS4s em uma das fotos.

Assim, a conclusão da reportagem foi de que os consoles estariam sendo usados como bots para fazer “grind” (ação de jogar repetidamente) no FIFA Ultimate Team. Ou seja, a ‘fazenda de mineração” estava usando os hardwares – todos controlados por PCs usando robôs – para acumular moedas in-game para, em seguida, vender as contas no mercado negro.

Conforme o Delo, o Serviço de Segurança até agora se recusou a comentar a revelação sobre os bots, citando que as “investigações ocorrem em sigilo”. De qualquer forma, a nova conclusão faz muito mais sentido, uma vez que o mercado de contas de games se provou ser bastante lucrativo, especialmente no FIFA Ultimate Team.

Armazém com vários PS4 na Ucrânia que “mineravam criptomoedas” são, na verdade, para bots de 'FIFA'. Imagem: Serviço de Segurança da Ucrânia/Divulgação
Na “fazenda de bots”, é possível ver discos de jogos saindo dos consoles. Imagem: Serviço de Segurança da Ucrânia/Divulgação

De qualquer forma, o relatório oficial das autoridades ucranianas aponta que, além dos PS4s, foram encontradas mais de 500 placas de vídeo e 50 processadores, notebooks e smartphones no armazém. Assim, a investigação do jornal não descarta a possibilidade de mineração de criptomoedas no local, mas sugere que não era a atividade principal.

FIFA Ultimate Team, loot boxes e o lucrativo mercado paralelo de contas

No modo FIFA Ultimate Team, o player pode gastar dinheiro de verdade em loot boxes (entenda melhor o termo aqui) na esperança de obter jogadores melhores – ou seja, cartas de alto valor. No entanto, as chances de conseguir são quase nulas. Há a possibilidade também de jogar o título por meses, tentando economizar o suficiente de FUT coins (moeda in-game) para conseguir comprar um card do Lionel Messi, por exemplo, com nota 99 e que custa 1,5 milhão.

Loot boxes podem ofertar itens raros dentro dos games, como Cristiano Ronaldo em 'Fifa'. Imagem: EA/Reprodução
Loot boxes podem ofertar itens raros dentro dos games, como Cristiano Ronaldo em ‘Fifa’. Imagem: EA/Reprodução

Ou você pode simplesmente comprar contas e moedas FUT no mercado negro, visto que o Ultimate Team é o jogo perfeito para este tipo de operação, dada a estrutura do modo.

A EA Sports vem combatendo a venda de itens do títulos por sites terceiros há tempos, mas ainda assim o mercado paralelo dentro do Ultimate Team opera com sucesso. A desenvolvedora do jogo até alerta que a ação pode resultar em banimento do jogador, mas a medida não se mostra tão eficaz.

Leia mais:

Fontes: engadgetDelo (via Eurogamer),

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!