Há um ditado popular em muitos lugares do Brasil que diz que “filho feio não tem pai”, bom, ao que parece, o filósofo Larry Sanger, doutor em filosofia pela Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, tem um filho que não é muito bonito: a Wikipedia. Segundo Sanger, que foi um dos fundadores da “enciclopédia livre” há 20 anos, em parceria com Jimmy Wales, o site não é confiável.

Em entrevista para o podcast Lockdown TV, do jornalista Freddie Sayers, Sanger defendeu a visão original da Wikipedia, como um projeto de código aberto com poder de democratizar o acesso à informação. Porém, para o cofundador, a Wikipedia como existe hoje não pode ser considerada uma fonte de pesquisa confiável.

publicidade

O que há de errado?

Larry Sanger defende que, atualmente, a Wikipedia fornece um ponto de vista estabelecido e, virtualmente confiável, sobre praticamente qualquer assunto que se busque. “Você pode confiar que sempre contará a verdade? Bem, depende do que você acha que é a verdade ”, disse o filósofo. Para exemplificar seu ponto de vista, Sanger citou o verbete sobre o presidente dos EUA, Joe Biden.

Presidente Joe Biden. Imagem: Shutterstock
Larry Sanger disse, em outras palavras, que o verbete sobre Joe Biden no site é parcial e favorável ao democrata. Crédito: Arquivo Olhar Digital/Shutterstock

“O artigo de Biden, se você olhar para ele, tem muito pouco a respeito das preocupações que os republicanos têm sobre ele”, disse Sanger ao Lockdown . “Então, se você quiser ter algo remotamente parecido com o ponto de vista republicano sobre Biden, não vai encontrar no artigo”, argumentou.

Sentiram?

Para o cofundador da enciclopédia livre, seria necessário haver pelo menos um parágrafo completamente dedicado ao escândalo envolvendo Biden, seu filho Hunter e a Ucrânia. Segundo Sanger, isso faz com que o verbete do democrata se pareça mais com um relatório elaborado por um advogado de defesa do mandatário.

Não se sabe se foi pela reclamação de Sanger, mas o artigo sobre Biden recebeu uma edição no último domingo (18), quatro dias depois da entrevista ao Lockdown, onde foi incluso justamente um parágrafo referenciando a questão da Ucrânia. Porém, o aspecto de “defesa” do democrata segue lá, já que há uma frase dizendo que “não havia evidências de irregularidades por parte de Biden”.

Relações públicas

Sanger também levantou uma questão interessante sobre como a Wikipedia tem sido usada como uma espécie de “relações públicas” para algumas pessoas, principalmente políticos, que possuem um certo grau de poder e influência. Segundo ele, essas pessoas são incentivadas a expor um retrato mais otimista sobre elas no site.

Leia mais:

O cofundador também apontou como um problema o fato de empresas de marketing e relações públicas escreverem e editarem artigos específicos para controlar a percepção da opinião pública sobre seus clientes. “Há um jogo muito grande, desagradável e complexo sendo jogado nos bastidores para fazer o artigo dizer o que alguém quer que eles digam”, completou Sanger.

Com informações do Futurism

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!