Após o bem-sucedido passeio até a órbita da Terra a bordo da nave New Shepard, da Blue Origin, Jeff Bezos acumulou mais um “título” entre as diversas atribuições: o de astronauta. Entretanto, no que depender das entidades autorizadas a conceder a nomenclatura, isso não é verdade.

Somente a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos, o Departamento de Defesa e a Nasa são autorizadas a conferir o título de astronauta, e a FAA mudou os critérios exatamente no mesmo dia do embarque de Bezos.

publicidade

A mudança especifica que o título só pode ser concedido ​​para quem comanda, pilota ou trabalha em espaçonaves. E Bezos simplesmente não foi aprovado, mesmo tendo ultrapassado a famosa linha Kárman, que define o limite do espaço a 100 mil metros de altitude.

As diretrizes determinam que os candidatos precisam voar a mais de 80 km acima da superfície da Terra para se qualificar, mas não basta ser um “turista espacial” para adquirir esse status. Um candidato ao título de astronauta deve passar por um treinamento certificado pela Nasa, e demonstrar, durante o voo, ações que são importantes para a segurança pública ou que contribuem para a segurança espacial humana. Além disso, a pessoa deve ser designada para a tripulação a realizar certas tarefas durante o voo, não sendo apenas um passageiro.

Como a New Shepard era totalmente autônoma, não havia ninguém responsável pela pilotagem, nem ninguém realmente realizando tarefas que fossem essenciais para a “segurança pública” da tripulação.

Mas o documento também afirma que os indivíduos que demonstraram contribuições ou serviços pendentes para a indústria de voos espaciais comerciais não precisam cumprir todos os requisitos para obter o título de astronauta.

Então Wally Funk, de 82 anos, que estava no mesmo voo, é a única que pode receber oficialmente o título de astronauta. Nos anos 60, ela foi treinada pela Nasa.

Jeff Bezos não é o único bilionário a ficar decepcionado: Richard Branson, da concorrente Virgin Galactic, também ficou de fora do hall de astronautas.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!