Nesta segunda-feira (26), a Amazon negou rumores de que irá começar a aceitar pagamentos em bitcoins. A afirmação ganhou força na última semana após a publicação City AM, do Reino Unido, publicar uma reportagem anunciado o suposto plano da empresa.

Segundo informações da Reuters, o site divulgou a nota após a empresa anunciar uma vaga de “Lead de produto de moeda digital e blockchain”, que envolvia ajudar a equipe de pagamentos da empresa a “desenvolver novos recursos” para moedas digitais.

publicidade

“Apesar do nosso interesse no espaço, as especulações que surgiram em torno de nossos planos específicos para criptomoedas não são verdadeiras”, disse um porta-voz da Amazon. “[mas] continuamos focados em explorar como isso poderia ser para clientes que compram na Amazon”, acrescentou.

Mulher com tablet aberto na Amazon
Amazon nega planos de começar a aceitar pagamentos com bitcoins. Imagem: Shutterstock

A notícia com a possibilidade de a Amazon passar a aceitar pagamentos em bitcoins causou alvoroço no mercado de criptomoedas, como esperado. Nas últimas 48 horas, as criptomoedas bitcoin, ethereum e dogecoin registraram alta de 10%, 7,3% e 11%, respectivamente.

De acordo com o The Next Web, o bitcoin chegou ainda a ultrapassar os US$ 39 mil, mas, após a negativa da Amazon, caiu para US$ 37 mil. No momento em que esta nota é escrita, a moeda registra pouco mais de US$ 38 mil.

Leia mais!

Quem está por dentro do mercado de moedas digitais já deve saber que a montanha russa em que as criptos vivem também conta com um fator extra que contribui com a alta volatilidade: os homens mais ricos do mundo.

Elon Musk, CEO da Tesla, é um dos que mais faz o valor de moedas digitais mudar com seus comentários no Twitter. E, mais recentemente, o CEO do próprio Twitter, Jack Dorsey, também tem se envolvido com este mercado e chegou a provocar algumas mudanças com comentários.

Os executivos, por exemplo, recentemente se posicionaram com comentários positivos a respeito do futuro do dinheiro digital, o que colaborou – e muito – para a disparada do câmbio das criptomoedas.

Em maio deste ano, Musk retirou a opção de pagamentos por bitcoins de sua montadora, no entanto, o também dono da SpaceX afirmou que pretende voltar com a alternativa para os clientes assim que perceber uma diminuição no impacto ambiental que a mineração das moedas causa.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!