Vídeos

Tratamento alternativo: capacete magnético abre novos caminhos no combate ao câncer cerebral

27/07/21 21h10, atualizada em 27/07/21 21h11

A experiência inovadora com esse capacete magnético conseguiu reduzir 31% de um tumor cerebral geralmente fatal. O paciente de 53 anos participou do estudo realizado por investigadores do Instituto Neurológico Metodista de Houston, nos Estados Unidos.

A redução é considerada pequena, mas para os pesquisadores os resultados apontam novas alternativas não invasivas para o tratamento do câncer cerebral, já que o paciente usou o capacete por apenas cinco semanas. No início, o uso era de apenas duas horas por dia e foi aumentando progressivamente até no máximo de seis horas diárias.

Um dos autores da experiência agradeceu a coragem do paciente que possibilitou a potencial eficácia do primeiro tratamento não invasivo para glioblastomas do mundo. Esse é um dos piores e mais fatais tumores cerebrais.

O capacete funciona com um processador e possui bateria recarregável. O equipamento gera um campo magnético que consegue reduzir a massa tumoral.

Com o avanço dos estudos, se espera reduzir bastante o risco das cirurgias cerebrais para a extração de tumores.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags