Duzentos e setenta e dois carros estarão disponíveis para arremate no leilão on-line organizado pela Copart do Brasil nesta sexta-feira (30). Os pregões serão promovidos em três sessões programadas para às 10h, 12h e 14h, e incluem desde veículos mais populares a sofisticados – como um Mercedes A200 por 40% do valor de mercado.

Na primeira sessão, que será realizada às 10h, serão 117 carros disponíveis no pátio de Osasco, cidade que fica na região metropolitana de São Paulo (SP). Entre as opções está o sedã da marca alemã, modelo 2020 e que foi recuperado de sinistro, com lance inicial de R$ 90 mil.

publicidade
leilão de carros
Mercedes A200 está 40% mais barata em leilão de carros on-line. Imagem: Mercedes/Divulgação

Às 12h, serão disponibilizados no leilão veículos do pátio de Betim, em Minas Gerais (MG), com 77 lotes. Os destaques ficam por conta de dois modelos recuperados também de sinistro: um Hyundai HB20 19/20 automático, com lance a partir de R$ 25 mil (37% de valor da tabela Fipe); e um Fiat Doblò 20/21, com 7 lugares e valor inicial a partir de R$ 21 mil (22% da tabela).

Na última agenda do dia, às 14h, está previsto o leilão de carros do pátio de Fortaleza, capital do Ceará (CE), com 78 lotes. Destaque para o Toyota Hilux 19/20 com valor de mercado de R$ 225 mil e lance inicial em R$ 185 mil (82% da tabela), além de um Hyundai HB20 Sedan 20/20, a partir de R$ 38 mil (63% da tabela – valor de mercado R$ 60 mil).

Leilão de carros é seguro? Cuidado com golpes!

Mais de 52 mil brasileiros já caíram em golpe de falso leilão de carros. Imagem: Avigator Fortuner/Shutterstock
Cuidado com o leilão de carros on-line falso. Mais de 52 mil brasileiros já caíram em golpe. Imagem: Avigator Fortuner/Shutterstock

“Com crescimento expressivo nos últimos meses, os leilões trazem uma margem interessante para quem busca o seu veículo usado em boas condições e valor atrativo abaixo do mercado”, comentou Ciro Ronchezel, diretor de comercial e marketing da Copart, sobre as oportunidades de aquisição nos arremates virtuais.

No entanto, é sempre bom ter cautela. Participar de leilões de carros é uma boa opção para se adquirir veículos a preços convidativos, mas é preciso ter cuidado para não cair em golpes feitos por sites falsos. O alerta vale ainda mais em meio à pandemia de covid-19, que fez com que os eventos de arremate, em sua maioria físicos, se tornassem 100% digitais.

Em julho de 2020, conforme noticiado pelo Olhar Digital, os pesquisadores do “dfndr lab“, laboratório de segurança digital da startup PSafe, já haviam identificado cerca de 819 sites maliciosos que promoviam leilões falsos. Juntos, eles teriam atingido pelo menos 52 mil brasileiros.

Leia mais:

A Copart, por exemplo, sugere de prontidão que o interessado em participar observe atentamente o link do site. Caso a URL termine em “.com/br” ou “.com”, fuja. Os sites verdadeiros dos responsáveis pelos eventos, assim como o da entidade, são brasileiros e terminam em “.com.br”. Vale ressaltar ainda que as empresas organizadoras de leilão não fazem venda direta, ou seja, apenas trabalham com pregões.

Também é solicitado aos participantes que sempre verifiquem as fotos dos carros. No site oficial da Copart – que afirma não fazer contato com clientes pelo WhatsApp ou redes sociais -, a marca da empresa responsável pelo leilão aparece no canto inferior direito da imagem e sobre a placa do veículo.

CNPJs que estiverem executando certames ilegais usando o nome do Detran para leilões de veículos devem ser denunciadas à Polícia Civil e à Ouvidoria da entidade.

Como participar?

Os leilões de carros da Copart podem ser acompanhados por participantes residentes em qualquer região do País, independentemente da localidade na qual os veículos estejam armazenados.

As salas para que os interessados possam dar os lances ficarão disponíveis 30 minutos antes do início de cada sessão. Para participar do arremate, basta cadastrar-se no site oficial e informar a documentação necessária, como CNH, CPF, RG e comprovante de residência. Podem participar do certame pessoas físicas (maiores de idade) ou jurídicas.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!