A Audi lançou os carros elétricos e-tron GT e RS e-tron GT em modelos sem muitas firulas. Os veículos se parecem com os grand turismo comuns, movidos a gasolina. A potência e a tecnologia dos automóveis zero emissão ficou resguardada sob o capô das novidades da montadora alemã.

O e-tron GT é baseado na mesma arquitetura de 800 volts do Porsche Taycan. O veículo produz 469 cavalos de potência, enquanto o RS e-tron GT produz 590, ambos com um par de motores de ímã permanente duplo. A Audi afirma que o segundo carro pode ir até cerca de 100 km/h em 3,1 segundos.

publicidade

Leia mais:

Além disso, os dois carros elétricos mantêm uma aceleração contínua, como outros do tipo. A Audi também colocou baterias com capacidades iguais nos veículos, de 93 kWh, que podem carregar até 80% em 23 minutos com carregadores rápidos, os de 270 volts.

Como votar no Olhar Digital no segundo turno do Prêmio Influency.me

A montadora alemã oferece estações de carregamento domésticas configuradas pelo Qmerit. Tanto o e-tron GT quanto o RS e-tron GT chegarão para os consumidores com portas de carregamento duplas padrão e um sistema de carregamento de 9,6 kW, com capacidade de 240 volts, que podem ser levados para qualquer lugar.

O ES e-tron GT é o veículo mais caro da dupla. Imagem: Audi/Divulgação

Agora, valores. O e-tron GT tem o menor preço da dupla de novos carros elétricos da Audi. O veículo custa a partir de US$ 99,9 mil, cerca de R$ 520 mil, em conversão direta. Já o RS e-tron GT é mais caro. Esse automóvel é vendido a partir de US$ 139,9 mil, ou R$ 727 mil.

A Audi ainda oferece suporte para os compradores de luxo que estão transicionando para um veículo totalmente elétrico, chamado Audi Care for EVs. Para isso, é preciso pagar um adicional de quase mil dólares, garantindo a manutenção do automóvel por quatro anos.

Via: Tech Crunch

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!