Eagle, uma cidadezinha com menos de 30 mil habitantes localizada no estado de Idaho, nos EUA, presenciou um estranho fenômeno há algumas semanas: uma explosão tornou o céu verde brilhante por alguns instantes. Um vídeo feito pelo astrofotógrafo Jordan Ragsdale mostra o momento exato em que o céu se ilumina, antes de um objeto ser arremessado em direção ao solo.

Como não poderia deixar de ser, as imagens geraram especulações sobre o que seria o objeto. Um satélite ou algum lixo intergaláctico foram as sugestões mais citadas, mas também há os que optam por acreditar que podem ser alienígenas

publicidade

“Dedos cruzados para os alienígenas, hein? Acho que é exatamente disso que 2021 precisa, para ser honesta”, brincou a repórter do site Lad Bible. 

No entanto, a realidade é bem menos assustadora, mas também muito interessante: de acordo com professor de astrofísica Hasan Ali Dal, o efeito de céu verde brilhante foi causado por uma ‘bola de fogo’, que acontece quando um meteoro começa a queimar ao entrar na atmosfera do planeta.

Leia mais:

Meteoros são popularmente conhecidos como estrelas cadentes

“O fenômeno conhecido como estrela cadente entre o público é frequentemente experimentado durante os períodos de chuvas de meteoros”, explicou Ali Dal.

Os registros podem estar relacionados à chuva de meteoros Perseidas, que acontece todos os anos durante os meses de julho e agosto, e ocorre quando a Terra passa por uma área cheia de destroços do cometa Swift-Tuttle.

Esses meteoros geralmente queimam antes de atingir o solo, mas pode ser uma ótima época do ano para tentar localizar um deles no céu. Em condições ideais, durante o horário de pico, dezenas de meteoros podem ser vistos a cada hora.

Quem quiser dar uma olhada em um (ou mais) deles, deve ficar atento entre os dias 11 e 12 de agosto, quarta e quinta-feira da próxima semana, quando acontece o pico da chuva dos meteoros Perseidas,

Ela será visível a partir da 01h40, quando a constelação de Perseus surgirá no horizonte ao noroeste. Mas o melhor momento para observar o fenômeno é pouco antes do amanhecer, quando a constelação estará no ponto mais alto no céu. 

Sob condições ideais, ou seja, céu limpo e em um local livre de poluição luminosa, o site In the Sky estima que será possível observar até 44 meteoros por hora.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!