Wuhan, a cidade da China onde o primeiro caso de Covid-19 foi detectado, voltou a adotar medidas de isolamento social após um aumento de infecções causadas pela variante Delta. Apesar do número ainda estar bem baixo quando comparado com o auge da pandemia, a velocidade de propagação da cepa fez com que as autoridades retomassem os testes em massa e a proibição de eventos com público.

Desde que controlou os casos de Covid-19, a China não chegou a eliminar completamente, mas manteve o vírus com índices bem baixos. Sempre que uma província detectava novos casos positivos era isolada e as medidas se mostravam suficientes. No entanto, dessa vez, casos foram confirmados em mais de 35 cidades e em 17 das 33 províncias e regiões da China.

publicidade

Covid-19 na China

Os jogos de basquete da liga nacional foram suspensos. Além disso, as cidades de Nanjing e Yangzhou cancelaram todos os voos domésticos e Pequim suspendeu os trens de longa distância de 23 estações.

O surto mais recente começou na província de Jiangsu após um voo vindo do exterior com pacientes contaminados. A equipe que realizou a limpeza do avião acabou se contaminando, iniciando uma nova leva de casos da variante Delta. Em Xangai, a maior cidade do país, um motorista que trabalhava em um de seus dois principais aeroportos deu positivo. Pequim relatou um total de cinco casos nos últimos dias.

Leia também!

O governo da China diz que, até o momento, 1,6 bilhão de doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas na população. Todos os imunizantes usados na campanha foram desenvolvidos no país.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!