Impulsionadas pelas geadas das últimas semanas e novas demandas de investidores, as cotações do coffee coin tiveram uma alta de mais de 36% no mês passado, exatamente quando o criptoativo começou a ser negociado pela cooperativa Minasul. Trata-se da primeira criptomoeda do mundo lastreada em estoques da commodity, já tendo uma marca de R$ 1 milhão em movimentações financeiras. 

Cada coffee coin equivale a um quilo de café verde. Para garantir o lastro da moeda, a cooperativa mineira já reservou mil sacas de 60 Kg, ou seja, são 60 mil ativos disponíveis no mercado.

publicidade

O criptoativo é ajustado de acordo com as variações do mercado cafeeiro e também sofre influências por conta da procura por parte de investidores. Dessa maneira, se o valor do café cair na bolsa de Nova Iorque, por exemplo, o do coffee coin também poderá sofrer quedas, como já foi registrado no fim de semana passado (domingo, dia 1º) com variações entre R$ 18 e R$ 16,50.

Criptoativo deve crescer rapidamente  

O coffee coin foi lançado sendo cotado a R$ 13,69, acumulando uma alta de 36,6%, enquanto o mercado físico do café teve um aumento de 31,5% no mesmo período.

Apesar do montante movimentado no primeiro mês ainda ser bem tímido, tudo indica que o criptoativo cresça e seja um forma de investimento para quem já é visto como um cafeicultor virtual.

A criptomoeda também é uma excelente ferramenta para produtores, pois auxilia na negociação de insumos agrícolas, auxiliando no gerenciamento de estoques.

plantação de café
A criptomoeda coffee coin sofre influência do mercado de café e da procura de investidores; ela não tem mineração e utiliza a tecnologia de blockchain. Imagem: Somchai Stock / Shutterstock

Leia mais:

A expectativa é que ele mude a forma de negociação do café no Brasil, com uma vantagem: a criptomoeda não usa mineradores e tem como única emissora do ativo a Minasul.

Dessa maneira, o coffee coin se diferencia do bitcoin, apesar de também utilizar a tecnologia de blockchain.

Enquanto o bitcoin necessita da mineração para se valorizar, o coffee coin depende do lastro em sacas de café, aspecto que diminui a sua liquidez, ou seja, ele está interligado com a realidade virtual e real. Inclusive, a Minasul já estuda aceitá-lo como forma de pagamento, sendo mais um estímulo para investimentos.  

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!