Ciência e Espaço

Starship se une ao Super Heavy e se torna o maior foguete do mundo

Por Rafael Rigues, editado por Layse Ventura
07/08/21 10h23, atualizada em 09/08/21 09h27

Imagem representando o lançamento de uma Starship na ponta de um foguete Falcon Super Heavy

Nesta sexta-feira (6) a SpaceX atingiu um novo marco no desenvolvimento de sua espaçonave reutilizável, a Starship. Como uma espécie de “Megazord”, o protótipo conhecido como SN20 foi empilhado pela primeira vez no topo do 4º foguete Super Heavy (BN4), transformando o conjunto no maior foguete já construído na história da humanidade.

O feito foi anunciado por Elon Musk, fundador e CEO da SpaceX, em uma mensagem em sua rede social favorita, o Twitter, com quatro imagens do conjunto completo e a frase: “Starship totalmente empilhada!”. 

Com 120 metros de altura (desconsiderando os 25 metros da plataforma de lançamento), a dupla é maior que o Saturn V, o foguete que levou os humanos à Lua durante as missões Apollo nas décadas de 60 e 70. Também é muito mais poderosa: seus 35 motores Raptor (29 no foguete, 6 na Starship) produzem 74 milhões de Newtons (MN) de força, mais que o dobro dos 35,1 MN do Saturn V.

Leia mais:

Todo esse poder abre uma nova gama de possibilidades para a exploração espacial., respondeu a uma mensagem do Dr. Thomas Zurbucken, diretor-adjunto da Diretoria de Missões Científicas da Nasa, dizendo que “devido a seu tamanho e capacidade de trazer de volta instrumentos científicos do espaço profundo, a Starship irá tornar possível uma nova classe de missões científicas”.

A “dupla dinâmica” Starship + SN20 está sendo preparada para o primeiro teste de voo orbital, que a SpaceX espera realizar ainda neste ano. O plano de vôo prevê que o foguete BN4 caia no Golfo do México, a cerca de 32 quilômetros da costa, poucos minutos após o lançamento. A SN20 continuará rumo ao espaço, fará uma órbita ao redor da Terra e descerá no Oceano Pacífico cerca de 90 minutos após a decolagem, perto da ilha havaiana de Kauai.

A Nasa selecionou recentemente a Starship como o módulo de pouso tripulado para seu programa Artemis, que planeja levar humanos à Lua no fim desta década, além de servir também para transportar cargas úteis para outros destinos do sistema solar.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags