É falsa a notícia que circula nas redes sociais dizendo que o Center For Disease Control and Prevention (CDC) considerou ineficaz o teste PCR para detectar Covid-19. A publicação diz que um ano e meio após o começo da pandemia o órgão parou de recomendar o uso desses testes por ineficácia.

O CDC, na realidade, fez um pedido para que os laboratórios passem a utilizar testes múltiplos, que identificam não só a Covid-19, como também outros tipos de vírus influenza. A intenção com a medida é economizar tempo e recursos. Por conta disso, o órgão não deve enviar um pedido do uso definitivo dos testes RT-PCR para a Food and Drug Administration (FDA). A liberação atual é para uso emergencial.

publicidade

CDC e o teste PCR para Covid-19

Portanto, a informação divulgada nas mensagens é falsa. O CDC pediu que os laboratórios se preparem para adotarem os testes múltiplos a partir do fim do ano, durante o inverno no hemisfério norte, onde a taxa de pessoas com gripe aumenta.

Leia mais:

“Em preparação para essa mudança, o CDC recomenda que laboratórios clínicos e locais de teste que têm usado o ensaio CDC 2019 PCR selecionem e iniciem sua transição para outro teste Covid-19 autorizado pela FDA. O CDC incentiva os laboratórios a considerarem a adoção de um método multiplex que pode facilitar a detecção e diferenciação do SARS-CoV-2 e dos vírus influenza”, diz o comunicado.

Então a eficácia dos testes PCR para Covid-19 foi confirmada não só pelo CDC e órgãos dos EUA, como também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aqui no Brasil. O modelo é um dos mais usados no país para detecção rápida do vírus.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!