O Google anunciou planos para a criação de um cabo submarino conectando Israel e o sul da Europa. O sistema irá ligar o país do Oriente Médio com França, Itália e Grécia. Além disso, um segundo cabo deve passar por Jordânia, Arábia Saudita, Djibouti, Omã e Índia.

“Os usuários do Google e clientes do Google Cloud se beneficiarão com o aumento da capacidade e a diminuição da latência para as regiões da área”, disse a empresa no anúncio. A expectativa é que os cabos estejam prontos para uso em 2024. Os sistemas irão contar com 16 pares de cabos de fibra óptica no total.

publicidade

Ainda segundo o Google, com o tempo, a intenção é que o cabo submarino seja ampliado, para conectar outros países da região. O projeto é desenvolvido em parceria com a empresa de telecomunicações italiana, Sparkle.

Cabo submarino do Google

Os sistemas receberam os nomes de Blue e Raman, esse segundo em homenagem a Sir Chandrasekhara Venkata Raman, físico indiano que ganhou o Prêmio Nobel de Física em 1930, o primeiro asiático a receber essa honraria na ciência. O trabalho dele se concentrou na dispersão de luz, que descobriu que quando a luz atravessa um material transparente, parte da luz desviada muda o comprimento de onda e a amplitude. Este é um princípio fundamental no campo da óptica que permite qualquer cabo de rede subaquático.

Leia também:

Com o novo projeto de cabo submarino, o Google vai ser capaz de conectar todos os continentes usando a tecnologia, com exceção da Antártica. Apesar de não ter sido confirmado, a estimativa é que o sistema custe cerca de US$ 400 milhões.

Recentemente, foi anunciado que o Google está construindo um cabo submarino para ligar a América do Sul, incluindo o Brasil, aos Estados Unidos. No total, a instalação deve conectar a praia de Las Toninas, na Argentina, com a costa leste dos EUA. O trajeto inclui passagens pela Praia Grande, no litoral de São Paulo, e por Punta del Este, no Uruguai. Após ser concluído, o Firmina, como foi batizado, deve ser o cabo submarino mais longo do mundo.

Para conhecer mais sobre o funcionamento e importância dos cabos submarinos, confira o especial preparado pelo Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!