Entre os residentes de Kentucky que foram infectados com o vírus da Covid-19 em 2020, as pessoas que não foram vacinadas contra a doença tiveram uma maior probabilidade de reinfecção de maio a junho de 2021 em comparação com aqueles que foram vacinados, de acordo com uma pesquisa do Controle de Doenças e Prevenção de Morbidade e Mortalidade (CDC).

Alyson M. Cavanaugh, do CDC em Atlanta, junto com seus colegas, apresentou os resultados de uma avaliação de caso-controle da correlação entre vacinação e reinfecção de Covid-19 em Kentucky durante maio a junho de 2021 entre indivíduos com infecção em 2020.

publicidade

Portanto, os pesquisadores descobriram que as chances de reinfecção aumentaram entre as pessoas que não foram vacinadas contra aqueles que foram totalmente vacinados. Além disso, não houve associação observada para vacinação parcial com reinfecção.

 “Este estudo mostra que você tem duas vezes mais chances de ser infectado novamente se não for vacinado. Tomar a vacina é a melhor maneira de proteger a si mesmo e aos outros ao seu redor, especialmente porque a variante delta mais contagiosa se espalha pelo país”, pontuou Rochelle Walensky, diretora do CDC, em um comunicado.

Fonte: Medical Xpress

Entenda as semelhanças e as diferenças entre tuberculose e Covid-19

Conforme recentes estatísticas sanitárias, 2 bilhões de pessoas ao redor do mundo estão contagiadas por uma infecção pandêmica transmitida por aerossóis. E, apesar de já existir uma vacina para o combate dessa doença, muitas pessoas ainda morrem em decorrência dela. Você já deve saber do que se trata, porém, se o palpite foi Covid-19, ele está errado. São inúmeras as diferenças entre a tuberculose – uma doença bacteriana – e a infecção provocada pelo novo coronavírus. Contudo, suas afinidades podem trazer esclarecimentos para que uma pandemia ajude a combater a outra.

Tanto a tuberculose quanto a Covid-19 são doenças infecciosas, transmitidas pelo contato entre as pessoas, principalmente por aerossóis – eliminados no ar quando um indivíduo infectado tosse, fala ou libera partículas de saliva. Além disso, ambas as patologias afetam os pulmões com maior gravidade.

Para saber mais, acesse a reportagem completa no Olhar Digital.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!