Com a popularização do WhatsApp no Brasil e no mundo, o mensageiro do Facebook se tornou um prato cheio para os curiosos e golpistas de plantão — veja, por exemplo, o caso recente da medalhista olímpica Rosamaria, do vôlei.

Pensando nisso, o aplicativo conta com alguns recursos que podem evitar que terceiros tenham acesso às suas atividades e conversas. A seguir, separamos um compilado com cinco dicas de funções que vão aprimorar a proteção dos seus dados no WhatsApp.

publicidade

Mensagens temporárias

Para evitar que as suas conversas fiquem registradas no histórico do aplicativo, uma boa pedida é ativar o recurso mensagens temporárias.

Além das conversas por texto, essa função também suporta: apagar mensagens de voz, documentos, fotos e vídeos compartilhados.

Para ativá-la, na tela da conversa desejada, toque no nome do contato na parte superior da tela. Em seguida, nas configurações, toque em ‘Mensagens temporárias’. Na próxima tela, toque em ‘Continuar’ e marque a caixa de seleção ao lado de ‘Ativadas’.

Como o nome sugere, essa funcionalidade faz com que as mensagens desapareçam automaticamente em sete dias. De volta a tela da conversa, note que você verá um aviso de que as mensagens temporárias do WhatsApp estão ativadas.

Enviar arquivos de visualização única

Funcionamento das imagens de visualização Única
Imagem: WhatsApp/Divulgação

O WhatsApp liberou esse recurso na semana passada. Agora, se o usuário desejar, é possível enviar fotos e vídeos com visualização única, ou seja, que podem ser vistos apenas uma vez pelo destinatário. Em seguida, o conteúdo é excluído da plataforma.

O recurso pode ser útil para o envio de conteúdo confidencial, como senhas e dados bancários. Para conferir como ativá-lo acesse o nosso tutorial.

Vale destacar um alerta importante: tanto no caso das mensagens temporárias como nos arquivos de visualização única, o WhatsApp não emite nenhum alerta para captura de tela. Sendo assim, saiba que o destinatário ainda pode encontrar uma maneira de “salvar” um arquivo ou chat compartilhado dessa forma.

Arquivar conversas

Para impedir que uma pessoa acesse uma determinada conversa, o WhatsApp permite desativar as notificações para os chats arquivados.

Atualmente, é possível escolher se você deseja manter as conversas arquivadas mesmo que receba novas mensagens (a opção deixa visível um indicativo de que existe uma mensagem não lida). Ativar ou desativar o recurso que esconde as conversas é bem simples. Acompanhe o tutorial para saber como funciona.

Com o recurso ativado, o usuário pode continuar uma determinada conversa longe dos curiosos e sem qualquer limitação.

Leia mais:

Esconder os dados pessoais

Nas configurações, o WhatsApp também possui algumas opções para que o usuário esconda os seus dados pessoais de terceiros na plataforma, garantindo mais privacidade caso um desconhecido, por exemplo, adicione o seu número no mensageiro.

O recurso é indicado para quem não deseja que outras pessoas acessem informações como a foto de perfil e status. Você encontra essas opções em ‘Configurações’ (três pontinhos na lateral superior direita) > ‘Conta’ > ‘Privacidade’.

As opções vão desde as mais simples, como desativar a confirmação de leitura em ‘Visto por último’ (os dois traços azuis ao lado da mensagem), até impedir que terceiros te adicionem em grupos as restringir a opção ‘Grupos’ apenas para os seus contatos.

Acesso por biometria

Usar o bloqueio por biometria no WhatsApp também impede que outras pessoas abram o aplicativo caso o seu celular seja roubado, por exemplo.

Vale lembrar que o recurso só pode ser ativado se o seu celular contar com o leitor de impressões digitais, um recurso relativamente comum nos modelos atuais. Para ativar a função, acesse as configurações de segurança e privacidade do WhatsApp em: ‘Configurações’ > ‘Conta’ > ‘Privacidade’ > ‘Bloqueio por impressão digital’.

Agora, como no exemplo abaixo, ative a opção ‘Desbloquear com impressão digital’.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!