O Google anunciou nesta terça-feira (10) uma série de novas medidas de segurança para os seus usuários menores de idade. O intuito da gigante da tecnologia é preservar adolescentes e crianças que utilizam a internet.

As mudanças afetarão diretamente o YouTube, que pertence ao Google, além dos serviços on-line da empresa, como a ferramenta de busca e assistente de voz.

publicidade
Imagem com três crianças utilizando três diferentes tipos de aparelhos eletrônicos
Google cria novas ferramentas de segurança para menores de idade. Imagem: Gary Perkin/Shutterstock

Entre as principais mudanças estão a inclusão de uma configuração privada para vídeos postados por adolescentes e proteção sobre os anúncios exibidos. O Google também adicionará a “pesquisa segura” – que exclui conteúdo sensível – para todos os usuários com menos de 18 anos. Anteriormente o filtro só estava disponível para menores de 13 anos.

De acordo com o YouTube, o intuito de privar vídeos feitos por adolescentes é possibilitar que eles escolham quem terá acesso. “Queremos ajudar os usuários mais jovens a tomarem decisões informadas sobre sua presença on-line e sobre sua privacidade digital”, disse o chefe de gestão de produtos do YouTube Kids and Family, James Beser.

Leia também!

O Google também afirmou que vai desativar o histórico de localização de todos os usuários menores de idade, sem a possibilidade de reativá-lo. A empresa facilitará que as famílias solicitem a remoção de fotos de crianças das buscas de imagens.

“À medida que crianças e adolescentes passam mais tempo on-line, pais, educadores, especialistas em segurança e privacidade infantil e os formuladores de políticas se preocupam, com razão, em mantê-los a salvo”, relatou Mindy Brooks, diretora de produtos e experiências do usuário do Google.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!