Uma manada de elefantes que chamou a atenção de todo o mundo quando começou uma migração pela China, há mais de um ano, parece estar, finalmente, voltando para casa. Os animais caminharam em torno de 500 km pela província chinesa de Yunnan, chegaram até a cidade de Kunming, e depois começaram o retorno. A manada, com um total de 14 elefantes, cruzou o rio Yuanjiang na noite de domingo. 

Imagem: Yunnan Forest Brigade/AFP

Felizmente, todos eles mantiveram boa saúde durante toda a peregrinação e, agora, estão chegando à sua reserva natural original, administrada pela cidade de Puer. De acordo com autoridades locais, em entrevista coletiva à imprensa, mais de 150 mil pessoas foram evacuadas do caminho dos animais durante sua jornada.

publicidade

Viagem dos elefantes já dura 17 meses

O passeio foi longo: os elefantes estão viajando há 17 meses. A Reserva Natural de Mengyangzi, onde viviam antes de iniciar sua jornada, está localizada na Prefeitura Autônoma de Xishuangbanna Dai, no sul da China, perto da fronteira com Mianmar.

Leia mais:

Quando deixaram Mengyanjzi no ano passado, os elefantes iniciaram uma viagem inesperada rumo ao norte do país, sendo acompanhados com olhos atentos por curiosos, ambientalistas e autoridades chinesas, que não sabem dizer o motivo de tão longa jornada.

Durante todo esse tempo, o grupo passou por vários condados, como Mojiang e Eshan, aparecendo em diferentes vilarejos e cidades. Até que, ao chegarem na região de Kunming, eles mudaram de direção e começaram a viagem de volta para casa.

Ao longo de todo o trajeto, as autoridades chinesas seguiram os elefantes e tentaram guiá-los de volta para casa.

Segundo a imprensa local, um comitê de emergência criado para gerenciar os elefantes está usando cercas elétricas e iscas, além de construir estradas artificiais para garantir que eles sigam a rota certa. Também estão sendo usados 18 drones para desviar os elefantes de áreas onde poderiam causar danos a si mesmos ou a pessoas.

Wan Yong, líder da equipe de monitoramento, informou que a rota de migração foi “cientificamente planejada” e que o comitê “se esforçará para permitir que os elefantes retornem ao seu habitat o mais rápido possível e prosperem”.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!