A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou informações sobre estudos da terceira dose da vacina da Pfizer. O órgão quer entender os motivos que levaram a Food and Drug Administration (FDA), agência regulatória dos EUA, a autorizar a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 em pacientes imunocomprometidos.

A Anvisa ainda pretende ter uma reunião com membros da farmacêutica para tirar dúvidas sobre uma terceira dose. O encontro deve complementar o conteúdo do relatório de esclarecimento.

publicidade

Terceira dose da Pfizer

Segundo o órgão, a Pfizer recebeu autorização no dia 18 de junho para conduzir um estudo clínico de avaliação da eficácia e segurança da aplicação de uma terceira dose de sua vacina.

A Anvisa também disse que recebeu três pedidos para realização de estudos clínicos de doses extras das vacinas. A condução de andamento dos estudos é de responsabilidade dos laboratórios patrocinadores de cada pesquisa.

No caso da Pfizer, a dose de reforço da vacina será aplicada em pessoas que tomaram as duas doses completas do imunizante há pelo menos seis meses.

Leia mais:

Os dois outros pedidos são da AstraZeneca. Um deles é com pesquisas são com uma nova versão do imunizante, voltada para combater a variante descoberta na África do Sul. Os últimos são testes com a terceira dose da versão original do produto da farmacêutica.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!