A Moderna anunciou que vai começar a testar sua vacina experimental contra o HIV em humanos a partir desta quinta-feira (19), nos Estados Unidos.

A vacina baseada em mRNA envolverá 56 adultos saudáveis com idades entre 18 e 50 anos que não tem HIV no primeiro momento. O intuito é buscar entender qual a resposta imune da vacina e testar sua segurança em humanos.

publicidade

Serão aplicadas duas versões do imunizante contra o HIV apelidado de mRNA-1644. Os voluntários serão divididos em quatro grupos, dois vão receber um imunizante de cada tipo e outros dois vão receber uma combinação das duas vacinas.

Imagem mostra ampolas de coleta de sangue, com etiquetas nas quais está escrito HIV
Moderna começará a testar vacina contra HIV em humanos nos Estados Unidos. Imagem: Shutterstock

Todos os voluntários saberão quais imunizantes estão tomando, isso porque nesta primeira fase, que dura 10 meses, os pesquisadores querem apenas comprovar a segurança da aplicação da vacina e verificar qualquer resposta imunológica básica.

Caso a vacina contra o HIV da Moderna seja aprovada na primeira fase de estudo clínico, ainda será submetida a outras duas etapas para comprovar a capacidade de imunização dos vacinados.

Os pesquisadores afirmam que a maior dificuldade de desenvolver uma vacina contra o HIV é a rapidez que o vírus infecta o DNA humano, transformando sua estrutura facilmente.

Diferentemente de imunizante comuns, as vacinas mRNA não carregam alguma parte do vírus a ser combatido, mas sim algumas instruções para nossas células, fazendo com que elas fiquem preparadas para receber e combater o vírus.

Leia também!

O imunizante mRNA ficou popularmente conhecido após a pandemia de Covid-19 e, além do HIV, deve ser utilizado em breve para combater outros tipos de vírus.

A Moderna informou que além da vacina mRNA-1644, também está trabalhando em outro imunizante contra o HIV, que foi denominado como mRNA-1574.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!