A NVIDIA divulgou esta semana seus números referentes ao segundo trimestre fiscal. A companhia norte-americana superou as estimativas de analistas graças às vendas de placas de vídeo.

A receita da empresa ficou ligeiramente acima das previsões: US$ 6,51 bilhões contra os US$ 6,33 bilhões esperados. Um aumento de 68% nos últimos três meses.

publicidade

Em contrapartida, um dos negócios que poderia trazer grandes ganhos, mas acabou decepcionando, tem a ver com os chips da linha CMP (voltados para mineração de criptomoedas). Mesmo com a explosão dos ativos digitais, o hardware produzido pela empresa vendeu menos que o esperado (US$ 266 milhões) – mais de 33% abaixo das expectativas. A previsão inicial era de lucro na casa dos US$ 400 milhões no segmento.

Sobre o resultado negativo, Colette Kress, CFO da NVIDIA, relatou que espera uma “contribuição mínima” de vendas dessa divisão daqui para frente.

Leia mais:

GPU Nvidia
A NVIDIA se encontra em um período de crescimento expressivo. Com a escassez dos semicondutores, a demanda por processadores gráficos da empresa disparou. Imagem: Hairem/Shutterstock

Vale ressaltar que os processadores da fabricante são cada vez mais utilizados para uma variedade de tecnologias, como inteligência artificial, por exemplo. Por isso, o segmento de placas gráficas (GPUs) registrou crescimento de 87% (US$ 3,91 bilhões).

A divisão de jogos também surpreendeu, com alta de 85% (US$ 3,06 bilhões). O resultado expressivo no setor, segundo a NVIDIA, deveu-se tanto às vendas das GPUs da família GeForce quanto aos processadores que ela fabrica para consoles, como o Nintendo Switch.

Já os negócios automotivos ainda continuam representando uma pequena parte das vendas da empresa, US$ 152 milhões. Ainda assim, houve aumento de 37% em relação ao mesmo trimestre do ano passado, quando o mundo enfrentava o auge da pandemia – fato que impactou diretamente a produção da indústria de automóveis.

Desde o ano passado, as ações da NVIDIA já acumulam alta de 57% no mercado.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!