A franquia ‘Alien’ talvez seja uma das mais adaptadas paras os games até hoje – nem sempre com sucesso. O apelo nos xenomorfos no imaginário da cultura pop é imenso, não à toa que se tenta tanto fazer um game disso. Alguns são ótimos, como ‘Alien: Isolation’ (2014). Outros prometiam muito, e acabaram ficando bem aquém, como ‘Aliens: Colonial Marines’ (2013). Mas a maior parte fica ali no meio do caminho, como é o caso do mais recente deles, ‘Aliens: Fireteam Elite’.

O título desenvolvido pela Cold Iron Studios será lançado nesta terça-feira (24) para PC, PlayStation 4, PS5, Xbox One e Xbox Series X e S. O gameplay frenético, com os fuzileiros tentando sobreviver às ondas de xenomorfos, lembra demais ‘Left 4 Dead’ ou até o modo Horda de ‘Gears of War’, só trocando a propriedade intelectual dos alienígenas.

publicidade

Uma letra a mais no nome do jogo já entrega um pouco da premissa, repare. Enquanto ‘Alien: Isolation’, de 2014, foi buscar referências no filme original de 1979 para criar uma atmosfera de horror, o novo game se inspira na sua continuação, ‘Aliens, O Resgate’, de 1986, para trazer um jogo cheio de ação. ‘Alien’ é horror e suspense, ‘Aliens’ é ação. A trama se passa 23 anos após os filmes originais, com o jogador encarnando um fuzileiro da Wayland-Yutani a bordo do USS Endeavour.

Para o combate, o jogador pode escolher entre cinco classes de soldados – Atirador, Demolidor, Técnico, Médico e Batedor – cada um com habilidades exclusivas, vantagens e desvantagens. ‘Fireteam Elite’ ainda tira proveito do legado de ‘Aliens’ nos games ao introduzir mais de 20 tipos de xenomorfos, desde facehuggers (aqueles que parecem uma aranha e saem dos ovos) até a Rainha, “cada um projetado com sua própria inteligência para emboscar, enganar e eviscerar fuzileiros vulneráveis”, promete o desenvolvedor.

Os cenários de 'Fireteam Elite' reproduzem a estética - já consagrada - dos filmes 'Alien' de 1979 e 1986. Imagem: Cold Iron Studios/Divulgação
Os cenários de ‘Fireteam Elite’ reproduzem a estética – já consagrada – dos filmes ‘Alien’ de 1979 e 1986. Imagem: Cold Iron Studios/Divulgação

Nesse sentido, ‘Fireteam Elite’ me lembrou alguns dos jogos mais divertidos da franquia, como os ‘Alien vs. Predator’ dos arcades e ‘Alien Trilogy’. Diferente de ‘Isolation’, que só tem um xenomorfo que é impossível de eliminar, o novo game conta com dezenas deles em cada onda de ataque, cada tipo com um design único e maneiras mais eficientes de exterminar. E diferente de ‘Colonial Marines’, eles parecem um pouco mais inteligentes e desafiadores.

Os fuzileiros também contam com diversos acessórios para cumprir suas missões. Muitos deles foram tirados diretamente dos filmes, como o sensor de movimento e a arma de sentinela, que pode ser instalada no chão. Outros, como granadas e armadilhas, são variações de equipamento que existem em quase todos os jogos estilo PvE (player versus environment, ou seja, jogador contra ambiente).

Leia também:

Uma coisa é importante destacar: embora seja possível jogar sozinho, ‘Aliens: Fireteam Elite’ é um game multiplayer. As equipes são compostas sempre por três fuzileiros em um esquadrão, que podem ser outros jogadores online ou bots. Não há co-op local ou crossplay entre plataformas. ‘Fireteam Elite’ pode ser jogado online em servidores públicos, mas há a opção para rodar o jogo em servidores privados.

O jogo ainda tem elementos de RPG, com mais de 30 armas e 70 modificações/acessórios para personalizar os personagens. Mas não é um MMO e tampouco conta com microtransações ou caixas de loot. A Cold Iron Studios, porém, tem planos para DLCs pós-lançamento, incluindo os bundles específicos das Temporadas 1 a 4.

Pode personalizar seu fuzileiro à vontade: os astros de 'Aliens: Firetem Elite' são mesmo os xenomorfos. Imagem: Cold Iron Studios/Divulgação
Pode personalizar seu fuzileiro à vontade: os astros de ‘Aliens: Firetem Elite’ são mesmo os xenomorfos. Imagem: Cold Iron Studios/Divulgação

‘Aliens: Fireteam Elite’ no fim, se apresenta como um paradoxo. Em termos de jogabilidade e inovação, não é um dos destaques do seu gênero – mas também não é um jogo ruim. Seu maior trunfo é a marca ‘Aliens’ e o sentimento que ela traz aos fãs (eu mesmo sou um deles). A sensação que dá é que o jogo vem na mesma intenção de títulos com ‘Friday The 13th’ e ‘Predator: Hunting Grounds’. Existem jogos melhores – no caso desses dois, seria ‘Dead by Daylight’ – mas você acaba se apegando e jogando pelo carinho que tem pela franquia.

Mas aí que vem o paradoxo: sem ‘Aliens’, ‘Fireteam Elite’ seria um PvE genérico de soldados contra hordas de alienígenas. Mas o que não são todos os jogos de “soldados contra hordas de alienígenas” se não uma tentativa de recriar nos games o cenário de ‘Aliens’?

‘Aliens: Fireteam Elite’ será lançado no dia 24 de agosto para PC Windows, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One e Xbox Series X|S. A cópia para review foi gentilmente cedida pela Cold Iron Studios.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!