Na última semana, chamou a atenção nas redes sociais o fato de Joinville estar vacinando seus moradores contra a Covid-19 aplicando a vacina na região dos glúteos, e não no braço, como foi visto na maior parte das cidades do país. Mas será que isso é correto?

A explicação da prefeitura disse que o local foi escolhido pois causa menos dor e minimiza as reações. Além disso, segundo o órgão, a cidade já teria o costuma de aplicar vacinas na região.

publicidade

“O Ministério da Saúde orienta que a aplicação da vacina deve ser intramuscular, que pode ser no deltóide, que é o músculo do braço, ou no ventroglúteo, que é a região ao lado dos glúteos. Como já é rotina de outras vacinas, nós optamos pelo ventroglúteo”, disse Fabiana Almeida, gerente de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Joinville.

A prefeitura de Joinville ainda afirma que quem não quiser tomar a vacina nos glúteos pode solicitar que o agente de saúde vai aplicar normalmente no braço. O órgão garante que o processo não muda nada no resultado da eficácia do imunizante.

Vacina contra a Covid-19 em Joinville

O Ministério da Saúde soltou uma nota no ano passado informando que os locais para vacinação deveriam ser no braço, na coxa, no ventroglúteo e no dorsoglúteo. Essas duas últimas pares ficam localizadas no quadril. “As regiões anatômicas selecionadas para a injeção intramuscular devem estar distantes dos grandes nervos e de vasos sanguíneos, sendo o músculo vasto lateral da coxa e o músculo deltoide as áreas mais utilizadas para a administração de vacinas”, diz o texto.

Leia também!

O caso começou a repercutir após tweet, onde uma jornalista da cidade afirma que não sabia sobre o local da aplicação da vacina até o momento em que foi tomar em Joinville. “Eu não tava entendendo por que ninguém aqui de Joinville postava foto vacinando, como os meus amigos de SP, do Rio e até de Floripa fizeram. Até descobrir que tá quase todo mundo aqui (inclusive eu) TOMANDO A VACINA NA BUNDA”, brincou.

No geral, como a aplicação mais comum é no braço, esse foi o local usado na maior parte dos estudos, por isso está presente na bula das vacinas. No entanto, historicamente, as nádegas são um lugar considerado imunização pois está distante de vasos e nervos importantes do corpo, evitando possíveis lesões na hora de tomar a vacina. Não há indícios de que a eficácia seja alterada pelo local de aplicação.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!