A manhã do último domingo (29) foi marcada por um lançamento extraordinário e que, após vários adiamentos, pegou muitos de surpresa: ‘Donda’, o 10º álbum de Kanye West, é real e você pode ouvi-lo agora mesmo. Fugindo dos típicos lançamentos musicais realizados às sextas mirando emplacar singles nos charts, e após muitos atrasos, o disco do rapper batizado em homenagem à mãe, Donda West (que morreu em novembro de 2007) está disponível para streaming no Spotify, Apple Music, Tidal e outros serviços.

West anunciou o álbum inicialmente em julho, até então com o nome ‘Donda: With Child’. Na época, ele deu a entender que o lançamento ocorreria em alguma “sexta-feira”. Este seria o primeiro de muitos atrasos (ainda mais em meio a uma surpreendente candidatura à presidência dos Estados Unidos, então as coisas estavam obviamente malucas). Em setembro do mesmo, “ye” voltou ao Twitter e declarou que se recusava a divulgar outro projeto musical “até que terminasse seu contrato com a Sony e a Universal”.

publicidade
Kanye West no Lollapalooza 2011, em Santiago (Chile)
Kanye West no Lollapalooza 2011, em Santiago (Chile). Imagem: Rodrigo Ferrari/Flickr/Wikimedia Commons

Depois de meses de silêncio do rapper sobre o projeto – e ele mesmo -, foi anunciado no mês passado que o projeto (agora nomeado simplesmente ‘Donda’) finalmente chegaria em 23 de julho, dias depois de uma “festa de audição” (listening party) que West deu em Atlanta, capital do estado da Geórgia, nos EUA. O dia chegou, mas sem o disco – uma das várias datas de lançamento “perdidas” em julho, levando muitos fãs a ficarem frustrados com os atrasos.

‘Donda’ teve ainda duas datas oficiais de lançamento anunciadas, 06/08 e depois 27/08, mas não chegou nas plataformas em nenhuma das ocasiões. As constantes mudanças dos dias afetaram demasiadamente as plataformas de streaming, que antecipavam a divulgação e o marketing do álbum com placeholders (datas temporárias) e confundiam os fãs quanto ao fato do real momento do lançamento. O último marcador de espaço, inclusive, apontava para uma chegada em 3 de setembro, próxima sexta-feira.

Além de diversos anúncios com possíveis datas para lançamentos, Kanye realizou três audições do projeto ao todo – a certa altura, chegou a morar no estádio da Mercedes Benz enquanto trabalhava no disco. No início de agosto, ele também fez uma ação em diversos países, incluindo o Brasil, para promover o álbum com a passagem de carros de som. Várias coordenadas geográficas foram colocadas no site oficial do rapper para sinalizar onde, teoricamente, os veículos estariam.

‘Donda’ é o maior – literalmente – disco de Kanye West

De qualquer forma, ‘Donda’ chegou nos streamings na manhã do último domingo (29), às 9h. Rapidamente, o novo álbum tornou-se um dos assuntos mais comentados no mundo na internet e nas redes sociais, ocupando praticamente 80% do Trending Topics do Twitter e fixando-se em 1º lugar no Google Trends.

Imagem promocional de Kanye West
Imagem promocional de Kanye West. Imagem: Def Jam/Divulgação

Ao todo, o álbum conta com 27 faixas – o maior projeto musical de Kanye West em cerca de 20 anos de carreira. O disco registra várias participações (feats) que mesclam nomes atuais da indústria com lendas do rap dos anos 1990 e 2000, tais como Jay-Z, The Weeknd, Jay Electronica, the Lox, Young Thug, Pop Smoke, Pusha T, Travis Scott, Lil Baby, e Kid Cudi, além dos controversos Marilyn Manson e DaBaby.

A chegada do projeto do rapper, mesmo em um dia atípico para estreias musicais, foi um sucesso. Em menos de 24 horas, ‘Donda’ foi o álbum mais escutado em 130 países, incluindo o Brasil, no serviço de streaming de músicas da “Maçã”, o Apple Music – tornando o disco, oficialmente, o mais escutado na história da plataforma no dia de lançamento.

Mais polêmicas após a chegada do álbum

Poucos minutos após o lançamento de ‘Donda’, Kanye West usou as redes sociais para afirmar que sua gravadora lançou o álbum sem sua autorização. O rapper disse ainda que a música “Jail 2”, com participação de Marilyn Manson e DaBaby, foi cortada da versão final.

Leia mais:

“A Universal soltou meu álbum sem a minha aprovação e eles bloquearam ‘Jail 2’ de estar no álbum”, diz a mensagem publicada em seu perfil no Instagram. De fato, os fãs estranharam que a música citada pelo rapper como “barrada” não aparecia disponível nas plataformas no momento do lançamento. Certo tempo depois, a canção foi incluída.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!