Um novo modelo de PlayStation 5 (PS5) começou a ser vendido na Austrália, Japão e em certos locais dos Estados Unidos (EUA) no início deste mês, com um renovado design de suporte e uma misteriosa redução de peso. O que deixou o aparelho mais leve? Graças a um vídeo de desmontagem do YouTuber Austin Evans, o mistério foi resolvido: a Sony alterou o dissipador de calor que ajuda a resfriar o console – e, ao que tudo indica, isso não é positivo.

O novo componente de calor é significativamente menor do que o original e compensa a redução de peso total de 300 gramas, de acordo com Evans. Não está claro por que a Sony trocou o dissipador tão cedo no ciclo do PS5 (10 meses de vida, apenas), mas o especialista nota que o hardware atualizado agora esquenta mais – com temperaturas de escape traseiras em torno de 3 a 5 graus mais altas.

publicidade

Isso pode ser devido à variação de fabricação, conforme o youtuber explica no vídeo abaixo:

A Sony utiliza o dissipador de calor com sistema de vapor chamber e seis fans (ventoinhas) como forma de resfriar o console e evitar problemas por consequências do superaquecimento – algo comum nos primeiros modelos de PlayStation 4 (PS4). No entanto, o componente, a dura placa de cobre e as aletas de dissipação de alumínio ocupam uma quantidade significativa de espaço dentro do PS5 e contribuem muito para seu tamanho geral.

É interessante, de fato, ver a Sony reduzir o tamanho do videogame next-gen – e, talvez, o primeiro sinal de que a empresa está trabalhando em direção a um PS5 Slim, visto que o console é o maior da história moderna. Porém, Evans concluiu que as mudanças do novo modelo o tornam menos adequado, devido ao calor extra. “Não acho que haja nenhum argumento de que este é um console pior, a não ser por conta das térmicas e do componente de resfriamento”, explicou o youtuber no vídeo. “Mesmo assim, no que me diz respeito, prefiro um PS5 da época de lançamento.”

playstation 5 novo ps5
O antigo dissipador de calor do PS5 (à esquerda) vs. o novo dissipador de calor do PS5 (à direita). Imagem: Austin Evans (YouTube)

Quanto às medições de ruído realizadas para comparação, o modelo revisado é pouco além de 1 decibel mais silencioso.

O “novo PS5” chega no momento em que a Sony revela não estar mais vendendo a versão de US$ 499 do console. Relatórios do fim de 2020 sugeriram que a empresa estava lutando para manter os preços do console baixos – e algo que com certeza encarecia o aparelho era a evoluída solução de resfriamento. Ou seja, engenheiros de hardware da marca podem ter decidido remover parte do dissipador, reduzindo custo de produção e mantendo (ou, ao menos tentar) a mesma eficiência térmica.

Vale ressaltar que Evans só abriu uma versão Digital Edition do PS5. Então, não sabemos ainda se a Sony também mudou a unidade de resfriamento do modelo com uma unidade de disco.

Leia mais:

Fonte: The Verge

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!